Inveja: como lidar com o sentimento

A inveja é um dos sentimentos mais temidos do qual se possa cogitar. Tido como extremamente negativo, basta sua simples menção para que seus…

A inveja é um dos sentimentos mais temidos do qual se possa cogitar. Tido como extremamente negativo, basta sua simples menção para que seus argumentos sejam ouvidos com atenção ou que ela seja associada a alguém para ser imediatamente recusada.

De fato a conotação popular faz com que ela esteja longe de ser desejável. Em matéria para o Fantástico, o consultor Max Gehringer define inveja como sendo “enxergar o que o outro tem de bom com maus olhos e atribuir o sucesso alheio apenas a valores negativos”. Já no dicionário, as coisas não são exatamente melhores: “desgosto ou pesar pelo bem ou felicidade de outrem; desejo violento de possuir o bem alheio”.

Como você pode ver, não é nada que seja muito bonito ou muito positivo, porém é algo extremamente comum: tão comum que é preciso aprender a lidar com isso.

Se você é alvo da inveja alheia:

Tem quem acredite no poder dos amuletos contra o mau-olhado, das simpatias e todas as outras receitas, mas claro, há outras formas de lidar com o assunto. O consultor Max Gehringer afirmou que a inveja é uma forma de admiração que saiu pela contramão, o que de uma certa forma pode fazer a situação ter um tom lisonjeador. Claro que isso não é o bastante para resolver o assunto, mas saiba que isso vai depender bastante de suas próprias atitudes.

Uma das orientações úteis é ter cuidado com aquilo que fala e para quem. Tem quem possa provocar a inveja alheia simplesmente por falar demais, como uma forma de afirmação, portanto evitar a exposição intensa de sua vida ou de seus feitos pode fazer com que a situação amenize ou o sentimento da outra pessoa possa mudar de foco.

Outra dica que costuma desarmar o invejoso é o elogio ou o reconhecimento. Experimente elogiá-lo ou pedir ajuda para uma tarefa que ele execute bem ou conheça mais a respeito do assunto. É uma atitude simples e na maior parte do tempo eficiente. Afinal quem não gosta de ser elogiado ou ter uma habilidade reconhecida?

Para lidar com o sentimento alheio também é preciso manter a autoconfiança. Há situações onde a inveja do outro pode minar a autoestima, questionar sua própria capacidade e então sim interferir. Agir como se estivesse acuada ou como vítima não é um bom caminho. Suas atitudes determinam sua própria vulnerabilidade e força, portanto não se deixe cair nem use a inveja alheia como explicação para as coisas que dão errado.

Quando você sente inveja:

É difícil admitir, mas todos sentem ou já sentiram inveja antes e tem vergonha de assumir. Sendo visto como algo tão negativo é mesmo normal querer rejeitar tal ideia. Mas sua carga negativa ou não dependerá exclusivamente de suas próprias atitudes e para saber disso basta responder a uma simples pergunta: de que forma você direciona este sentimento? Trabalhando para obter a mesma posição ou a mesma conquista ou simplesmente desqualificar e desmerecer aquele que a teve?

De acordo com o site Canal Executivo, existem formas de lidar com isso. Uma delas está em admitir para si mesmo este fato e sem sentimento de culpa. A outra está em questionar os motivos desta inveja e em suas atitudes: se é possível ter o mesmo, o que pode ser feito para ter a mesma conquista.

A melhor maneira é simplesmente não deixar que os seus sentimentos se transformem no rancor que todos temem. Seja ético. Aprenda com a outra pessoa aquilo que ela faz de melhor: isso é bem mais proveitoso do que se perder e ficar pelo caminho.


Top