Inscrições abertas para o programa Ciência sem Fronteiras 2012

Com a finalidade de aumentar a quantidade de bolsas de estudo disponibilizadas para faculdades e cursos de pós-graduação em instituições localizadas fora do país,…


Com a finalidade de aumentar a quantidade de bolsas de estudo disponibilizadas para faculdades e cursos de pós-graduação em instituições localizadas fora do país, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), criada em julho deste ano, recebeu mais de 7 mil inscrições de universitários interessados em participar da primeira edição do programa Ciências sem Fronteira.

Os estudantes inscritos até outubro deste ano foram encaminhados para 165 instituições brasileiras que escolheram os alunos para ingressarem em cursos de graduação. A segunda parte do programa oferecerá cerca de 1500 bolsas de estudo para os Estados Unidos da América (EUA). Os selecionados devem embarcar para a América do Norte em janeiro de 2012.

A modalidade dos cursos, que tem início no começo do ano que vem em solo americano, são conhecidos como graduação-sanduíche, ou seja, ao curso começa em uma instituição de ensino superior brasileira, porém parte dos créditos necessários para a conclusão do curso é efetivada no exterior, durante o intercâmbio promovido pelo programa da Capes.

Os interessados em concorrer a uma bolsa de estudo precisam estar matriculados em uma instituição de ensino superior que possua um coordenador ligado a um programa de pós-graduação reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. As faculdades selecionam os estudantes e os cadastram no sistema centralizado pelo governo federal, que mantém contato com universidades e institutos do exterior interessados em disponibilizar vagas para estudantes do Brasil. 

Aulas na França

Os alunos de um dos cursos contemplados com o programa, que tenha interesse em estudar na França, pode se inscrever no programa Ciências sem Fronteira, em sua segunda chamada para o Brafitec. A bolsa de estudos oferecida para os universitários terem aulas na França tem duração de quatro a doze anos. Os estudantes contemplados devem embarcar em março do ano que vem e as inscrições podem ser realizadas até o dia 14 de dezembro no site do programa.

Leia Também:  Como escrever um texto dissertativo: dicas

Top