Injeções para eliminar gordura: saiba mais

Para eliminar gordura localizada, é necessário se empenhar ferrenhamente, adotando a prática de exercícios físicos e uma dieta saudável. Porém, ainda assim, muitas pessoas…

Por Editorial MDT em 19/01/2014

Para eliminar gordura localizada, é necessário se empenhar ferrenhamente, adotando a prática de exercícios físicos e uma dieta saudável. Porém, ainda assim, muitas pessoas não conseguem dar fim àqueles pneuzinhos, que ficam na barriga, culotes e cintura. As injeções para eliminar gordura são uma alternativa para quem não consegue queimá-la de outra forma ou para quem não consegue esperar. Saiba mais.

As injeções contêm substâncias fazem com que a gordura saia das células e seja eliminada, pelo organismo (Foto: Divulgação)

Como acontece a queima de gordura?

Existem diferentes substâncias usadas no tratamento para queima de gordura. Basicamente, elas corrigem uma disfunção presente nas células gordurosas. Tal disfunção faz com que os receptores de gordura destas células não trabalhem normalmente. Com isso, eles fabricam gordura, porém são muitos lentos ao eliminá-la, fazendo com que se acumulem numa determinada região.

O método para eliminar gordura chama-se mesoterapia, que é algo já bastante antigo (usa-se a injeção de um medicamento, diretamente no local a ser tratado). As substâncias fazem com que a gordura saia das células e seja eliminada, pelo organismo.

Vale esclarecer que as injeções não eliminam as células de gordura. Elas fazem que a gordura seja eliminada. Isso quer dizer que, se a pessoa voltar a engordar, talvez ganhe de volta a gordura localizada, nas mesmas áreas onde as células permanecem.

Cada caso deve ser analisado, pelo médico (Foto: Divulgação)

As substâncias mais usadas são a cafeína, a alcachofra, o tiratricol e o trisinilol. Elas quebram a gordura estocada dentro das células e facilitam a sua eliminação, pelo organismo. Seu efeito, portanto, é chamado lipolítico. Em conjunto, podem ser usadas outras substâncias, que combatem a retenção de líquidos. São os venolinfotônicos.

As injeções são sempre eficazes?

Há muitos pontos a se considerar, antes da opção pelo tratamento. Primeiramente, o médico deverá averiguar cada caso específico, pois os resultados podem variar, de pessoa a pessoa.

Há pacientes, por exemplo, que têm muita gordura localizada, porém acompanhada de edemas e retenção de líquidos. É preciso, primeiro, resolver um problema, para depois tratar o da gordura.

Também existem casos de pessoas com gordura associada à flacidez. Torna-se necessário, dependendo do caso, fazer uma cirurgia para a correção do excesso de pele.

Casos de obesidade devem ser tratados, antes das injeções (Foto: Divulgação)

Ao fato é que cada organismo pode reagir de uma forma. Também é preciso saber que as células gordurosas de determinada região podem não ser iguais às de outra, fazendo com que uma substância funcione bem num local, porém não em outro.

É importante ressaltar também quem uma pessoa obesa precisa, primeiro, tratar-se deste problema. As injeções não fazem milagres. É preciso perder peso e, somente depois, dar início ao tratamento.

Top