Infertilidade Masculina: Cuide-se

Ser pai é o desejo de muitos homens, em algum momento da vida quase todos os homens desejam ter um filho, portanto se você…

Ser pai é o desejo de muitos homens, em algum momento da vida quase todos os homens desejam ter um filho, portanto se você está entre esses atente-se aos fatores abordados nesse artigo.

Durante muito tempo acreditava-se que a mulher era a responsável pela infertilidade ou esterilidade, mas já se sabe que isso ocorre em 50% com mulheres e 50% com homens.

A infertilidade é na verdade uma falência orgânica, um casal só é considerado infértil após um ano de relações contínua sem uso de métodos contraceptivos e não alcança a gravidez indesejada. A infertilidade é  na verdade uma dificuldade de alcançar a gravidez, que pode ser tratada, ao contrário da esterilidade, que é na maioria das vezes a incapacidade definitiva de engravidar.

Alguns fatores podem desencadear a infertilidade nos homens, dentre estes o mais comum é a varicocele.

Sobre este parâmetro a  infertilidade masculina é caracterizada por uma dilatação anormal das veias testiculares, principalmente após o esforço físico, é uma espécie de varizes na região dos testículos. O que ocorre nesta situação é que o sangue não sobe e sim desce de volta ao testículo. Esse acúmulo pode dificultar o retorno venoso e aumentar a temperatura local, o que causa uma piora na qualidade do espermatozoide, gerando uma diminuição na capacidade de fertilização do óvulo.

Outro caso de infertilidade masculina é a criptorquidia, que é uma situação congênita, que os testículos não descem completamente, ficam na região abdominal ou canal inguinal. Neste caso deve ser corrigido até os 2 anos de idade, por meio de cirurgia. Se o testículo não for localizado na região abdominal ou inguinal trata-se de uma anorquidia, ausência congênita do testículo, o que obriga um tratamento hormonal virilizante.

Leia Também:  Hipotireoidismo também afeta homens

Existem também as causas desconhecidas, 10% dos casos de infertilidade não tem causas conhecidas, apresentam o sistema genital sem problemas.

Os médicos indicam exames para se fazer um diagnóstico, sendo sugestão, através de exame clínico ou ultra-som com Dopler. Já o espermograma ajuda a definir a necessidade de uma microcirugia que melhora a qualidade dos espermatozóides produzidos em 40% ou 50% dos casos, podendo levar à gravidez em condições naturais.

De acordo com os resultados, o casal pode optar por tratamento especifico: O Instituto de Ciências em Saúde está selecionando casais que apresentam problemas de infertilidade para serem atendidos pelos professores e alunos dos cursos de especialização e extensão em reprodução humana assistida da instituição.

Tal medida, possui o intuito de ajudar aqueles que desejam ter filhos, porém, não conseguiram ainda.

O ICS fará uma adaptação dos custos do tratamento, de acordo com a classificação sócio-econômica de cada casal.

Para obter mais informações acesse: www.ics.med.br

Top