Infecção intestinal em crianças

A infecção intestinal nem sempre é um problema potencialmente benigno e de resolução tranquila, pois em algumas situações, como nos casos em que acomete…

A infecção intestinal nem sempre é um problema potencialmente benigno e de resolução tranquila, pois em algumas situações, como nos casos em que acomete crianças – especialmente as mais novas, o impacto no equilíbrio hidroeletrolítico pode ser tão grande que o paciente torna-se severamente desidratado ou com déficit importante de eletrólitos, colocando em risco a vida do pequenino. Saiba mais sobre a infecção intestinal em crianças.

Saiba o que fazer em casos de virose.

Um dos principais sintomas é a diarreia. (Foto: divulgação)

Principais sintomas de infecção intestinal em crianças 

É possível que os sintomas de infecção intestinal em crianças possam aparecer aos poucos ou, em outros casos, surgirem de forma repentina. O padrão de evolução do quadro clínico varia de forma imprevisível entre os pacientes. As queixas mais comuns são:

  • Dor abdominal do tipo cólica;
  • Fezes de consistência amolecida ou líquida;
  • Presença de muco ou sangue nas fezes;
  • Cefaleia;
  • Mal estar generalizado;
  • Sinais de desidratação (sede, sialosquese, pele ressecada e olhos fundos);
  • Febre (que pode estar ausente);
  • Flatos.

Essa entidade é um problema bastante comum e não costuma representar nenhum risco para adultos hígidos. Em contrapartida, além das crianças mais novas, os idosos, grávidas e pessoas imunodeprimidas são grupos de risco.

A adequada hidratação ajuda a prevenir complicações. (Foto: divulgação)

Tratamento de infecção intestinal em crianças 

Como a maioria dos processos são autolimitados, o tratamento consiste no combate das queixas, dando atenção especial à prevenção da desidratação. Não é indicado o uso de medicamentos para impedir a diarreia, podendo ser administrado apenas remédios “sintomáticos” (analgésicos e antiemético).

Um importante aliado na prevenção de potenciais complicações é o soro caseiro, que além de muito fácil de ser preparado, deve ser oferecido a livre demanda. É possível comprar a mistura pronta em farmácias, devendo ser adicionada em 1 litro de água filtrada. As mães também podem optar por fazer a mistura.

Continuar Lendo  Escovas elétricas de cabelo

Como fazer o soro caseiro

Para preparar o soro caseiro só é preciso misturar 1 litro e água filtrada com 1 colher de sopa de açúcar e  1 colher de café de sal. O ideal é deixar o preparado em uma garrafa reservada, que pode ser armazenada na geladeira e deve ser consumida dentro de um período máximo de 12 horas. É recomendado que o paciente beba pequenas porções ao longo do dia, durante todo o tempo que os sintomas persistirem.

Alimentos que ajudam na infecção intestinal

O ideal é que sejam realizadas refeições ricas em legumes, carnes magras grelhadas, verduras, frutas e, principalmente, muita água e soro caseiro ao longo do dia. Diferente do que muitas pessoas acreditam, não é recomendado ingerir alimentos constipantes, como banana, bolacha de água e sal ou mingau de farinha láctea.

Veja dicas de como cuidar de crianças com virose.

Mediante sinais de gravidade é necessário procurar ajuda médica imediatamente. (Foto: divulgação)

A infecção intestinal geralmente é autolimitada e com prognóstico bastante favorável para pacientes adultos hígidos, mas pode ser muito perigosa em determinados casos, como no de pacientes jovens. É muito importante que os pais se mantenham atentos aos sintomas que podem indicar gravidade do quadro, como sonolência excessiva, rebaixamento do nível de consciência e ausência de débito urinário, que indicam a necessidade de auxílio médico imediato.

Top