Individualidade: Descubra Por Que Isso é tão Importante em uma Relação

Quando as pessoas entram em um relacionamento sério, muita coisa passa a estar atrelada ao casal. A maturidade, a responsabilidade e acima de tudo…

Quando as pessoas entram em um relacionamento sério, muita coisa passa a estar atrelada ao casal. A maturidade, a responsabilidade e acima de tudo as fantasias e expectativas a respeito de como deve ser uma relação perfeita. O problema é quando estas fantasias estão longe de ser as mais adequadas.

Uma delas diz respeito a visão do amor em si. Há quem pense que tudo deve passar a ser compartilhado, que o par deve sempre estar junto e ambos devem fazer tudo a dois. Há quem julgue um relacionamento perfeito aquele onde o casal pareça mais com irmãos siameses. O problema é que este está longe de ser um bom padrão:

Em matéria do site Vila Mulher o psicólogo e especialista em sexualidade humana, Paulo Tessarioli, declarou que é comum haver este grude no início de um relacionamento, quando a tendência é se afastar do convívio social e familiar para estarem juntos. Mas há limites: este tipo de atitude a longo prazo não é nada saudável. É preciso que aos poucos o convívio social e familiar possa ser resgatado: buscar a individualidade.

Relacionamento e individualidade: isso combina?

De acordo com a revista Viva Mais isso se resume em termos mais simples: todos precisam respirar. Em entrevista concedida ao periódico, o psiquiatra Alfredo Simonetti, autor do livro O Nó e o Laço, declara que quando tudo é feito junto, inevitavelmente um dos dois começa a se sentir sufocado e insatisfeito pelo exagero.

Em contrapartida, um dos maiores e mais sagrados mandamentos dos romances açucarados é o grude. Ele faz parte do imaginário popular, sobretudo o feminino. Todas aquelas que sonharam alguma vez com o príncipe encantado pareceram levar a ideia a sério e qualquer menção a individualidade causa estranheza.

Leia Também:  Planos de saúde do Banco do Brasil

Há quem encare a necessidade de ficar só como um aviso de que o amor não é mais o mesmo ou que o encanto acabou. O problema é que a individualidade é necessária para que a relação seja sadia. Deixar de fazer tudo ou quase tudo para se dedicar em tempo integral não é exatamente um sonho de consumo. Essa falta de limites deixa o relacionamento ter o peso de um fardo e passa muito longe do tão desejado final feliz.

Como fazer isso dar certo?

Para que um relacionamento é preciso respeitar o espaço da outra pessoa, assim como também cultivar o seu próprio espaço. Cultive o seu tempo, com os seus amigos e seus hobbies, cuide de si e não deixe de fazer aquilo que gosta. O mesmo vale para o seu parceiro ou parceira. Pode parecer difícil no começo, mas vale a pena tentar.

Pode soar como se tivessem de passar menos tempo juntos, mas a verdade é que este tempo será de qualidade. Deste modo, os encontros não serão tomados por nenhuma sensação pesada, não soará um contato desnecessário, nem mesmo horas perdida, mas sim algo a ser plenamente desfrutado. Tudo na vida é uma questão de equilíbrio, até mesmo os amores e o que pode ser dedicado a eles. E por mais que você ame, apenas não esqueça de si mesmo.

Top