Icterícia do recém-nascido: o que é, saiba mais

Logo após o nascimento, alguns bebês ficam com a pele amarelada e recebem do diagnóstico de que são portadores de icterícia. No entanto, poucas mães conhecem o real significado desse problema que merece atenção especial. Saiba mais e o que é a icterícia do recém-nascido.

A icterícia é um problema que pode ser muio grave. (Foto: divulgação)

Definição de icterícia

A icterícia é uma condição clínica muito comum entre os indivíduos. Ela se refere à cor amarelada da pele e dos olhos que é ocasionada pelo aumento da bilirrubina no sangue. A bilirrubina é uma substância normal do organismo e que é derivada do metabolismo e da degradação das células vermelhas do sangue. Dessa forma, a criança fica ictérica quando a formação da bilirrubina é maior que a capacidade que o fígado possui em metaboliza-la.

Manifestações clínicas da icterícia

A icterícia costuma aparecer em torno do segundo ou terceiro dia de vida do bebê. O problema tem início na cabeça do recém-nascido e tem progressão no sentido caudal, ou seja, em direção aos membros inferiores. O bebê ictérico apresenta uma pele amarelada, podendo acometer até mesmo, a conjuntivite dos olhos.

Diagnostico da icterícia do recém-nascido

Um teste muito simples e que pode ser realizada pelas mães para observar se o bebê está ictérico, é apertar suavemente com a ponta do dedo, a ponta do nariz ou a testa da criança. Caso a pele permaneça branca, o recém-nascido não está ictérico, porém, se a cor for amarelada, é necessário que a criança seja levada para o pediatra para uma avaliação mais detalhada.

O bebê com icterícia fica com a pele amarelada. (Foto: divulgação)

Quando a pele do bebê está muito amarelada, há a necessidade de exames de sangue para avaliar a intensidade do problema e também realizar o diagnóstico mais preciso sobre o tipo da icterícia e sua causa.

A preocupação com a icterícia

O acúmulo da bilirrubina acima dos níveis normais é extremamente tóxico para o sistema nervoso do recém-nascido, podendo causar diversas lesões e, em alguns casos, ser fatal. É importante mencionar que existem vários tipos de icterícia, desde o menos ao mais preocupante. Conheça abaixo mais informações sobre cada um deles.

  • Icterícia fisiológica – ocorre em até 50% dos recém-nascidos. Esse tipo corre devido à lentidão do metabolismo do bebê. A icterícia fisiológica costuma surgir entre o segundo e o quarto dias de vida e desaparece entre a primeira e a segunda semana de vida.
  • Icterícia do leite materno – esse tipo de icterícia ocorre em 1% a 2% dos bebês alimentados no peito e ocorre devido a substâncias que reduzem a excreção intestinal da bilirrubina. Tem início ao redor dos 4 aos 7 dias de vida e pode durar de três a 10 semanas.
  • Icterícia por incompatibilidade do grupo sanguíneo – esse tipo surge desde o nascimento e é conhecido como a forma mais grave de icterícia.

Em casos de dúvida é importante levar a criança para uma avaliação médica. (Foto: divulgação)

A icterícia é um problema muito comum entre os recém-nascidos e tem diversas causas envolvidas. Após saber o que é a icterícia do recém-nascido, é importante que os pais fiquem atentos ás manifestações e busquem a orientação de um especialista, o quanto antes.

Reply