IBM toma posto de líder no setor de computadores e desbanca HP

Pelo jeito a disputa pelo mercado no setor de computadores anda muito acirrada para os dois nomes no topo da lista. É que de…

Por Editorial MDT em 03/09/2011

Pelo jeito a disputa pelo mercado no setor de computadores anda muito acirrada para os dois nomes no topo da lista. É que de acordo com  o portal G1 a americana Hewlett-Packard (HP) perdeu a liderança no mercado mundial de computadores para a IBM no segundo trimestre de 2011.

A constatação foi feita mediante estudo da consultoria IDC e as estatísticas mostram que a IBM passou a controlar 3,5% do mercado mundial contra 29,8% da HP. No primeiro trimestre deste ano as posições eram de 31,5% do mercado para a HP e 29,2% da IBM. Na lista logo atrás ainda constam a Dell, Oracle e Fujitsu.

Ainda segundo informações do G1, a IDC afirma que estatisticamente falando, tais fatias equivalem a uma igualdade, porém analisando os números isso poderia enfatizar a decisão da HP com relação a uma mudança de investimento no mercado. É que ela já anunciou o fim de tablets e smartphones com WebOS – inclusive o TouchPad – e agora também estuda sair do mercado de PCs.

Mudanças nas estratégias de negócios da HP

Este anúncio foi feito no dia 18 de agosto e ao citar tal possibilidade, a expectativa é de que a atitude em renovar seus negócios, com o foco no mercado de softwares e serviços possa acelerar o ritmo de crescimento. De acordo com o G1 as decisões também servem para marcar a gestão do atual presidente executivo da HP, Leo Apotheker, cuja entrada no cargo não veio nas melhores condições: ele foi o nome escolhido para substituir Mark Hurd, que teve o nome envolvido em um escândalo de assédio sexual.

Possível saída do mercado de PCs

No caso dos rumores sobre os computadores pessoais, as informações disponibilizadas pelo Olhar Digital, dão conta de que a empresa está estudando uma separação da área de PCs, ou seja, um spin-off, tornando esta área uma companhia independente. A decisão estaria sendo cogitada por conta do baixo lucro obtido pela venda destes equipamentos já que a concorrência tem sido forte no setor. O foco em softwares e serviços é visto como uma forma de obter melhores margens de lucro e também mais visibilidade para a companhia.

O fim do investimento em Tablets e smartphones com WebOS


No que diz respeito aos Tablets e smartphones com WebOs a explicação para a saída é bem simples: segundo matéria publicada no Olhar Digital seus produtos simplesmente não atingiram as metas esperadas, sequer tendo um concorrência expressiva neste ramo dominado pela Apple. Um exemplo bastante enfático disto ocorreu com o TouchPad, pertencente a marca, que apenas na Best Buy o encalhe esteja sendo estimado em mais de 200 mil unidades. A matéria explica que apenas 25 mil dos 270 mil produtos enviados para as lojas da rede teriam sido vendidos. Sinal bastante enfático de que talvez não fosse o melhor dos investimentos.

Um detalhe divulgado pelo G1, é que a fabricante teria decidido cortar o preço do produto em U$ 100 para tentar incentivar a venda, porém ainda não há notícias a respeito da eficiência da tática.

Agora resta saber no que a nova estratégia vai resultar. Alguma aposta?

Top