História do Dia da Consciência Negra

A História do Dia da Consciência Negra precisa ser conhecida por todos os brasileiros, afinal, ela destaca as lutas contra o preconceito e as…

A História do Dia da Consciência Negra precisa ser conhecida por todos os brasileiros, afinal, ela destaca as lutas contra o preconceito e as dificuldades que os negros enfrentaram décadas após o fim da escravidão. A discriminação ainda existe e essa data espera combater um mal que assola a sociedade.

História do Dia da Consciência Negra. (Foto: Divulgação)

Os negros africanos chegaram ao Brasil na época em que o país ainda era uma colônia de Portugal. Eles desembarcaram dos navios negreiros para trabalhar nas plantações de cana-de-açúcar, que na época era a principal produto agrário do Brasil. A mão-de-obra escrava foi responsável por construir os grandes engenhos e se manteve em atividade até 13 de maio de 1888, quando a Princesa Isabel decretou a Lei Áurea.

O fim da escravidão no Brasil garantiu a liberdade para os negros, mas não acabou com o preconceito da sociedade. Os vários anos de trabalho escravo ainda refletem no comportamento das pessoas e motivam atitudes de desrespeito.

Veja também: 20 de novembro – Dia da Consciência Negra

História do Dia da Consciência Negra

A data faz uma homenagem à Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares. (Foto: Divulgação)

A história do Dia da Consciência Negra não se inspira na verdade na abolição da escravatura. Ela busca fazer uma homenagem a um dos personagens mais representativos das lutas contra a escravidão no país, ou seja, o líder do Quilombo dos Palmares Zumbi.

Zumbi foi o último líder do Quilombo dos Palmares, um lugar que abrigava escravos fugitivos. Os negros se escondiam nesse local porque não suportavam mais os maus tratos que sofriam nas fazendas. O trabalho escravo obrigava os negros a trabalhar embaixo de sol e de chuva, sem descanso e sem salário. Muitas vezes, quando desagradavam os seus donos, eles sofriam castigos e torturas.

Zumbi ajudou muitos negros que fugiam da escravidão. (Foto: Divulgação)

O Quilombo dos Palmares, localizado em uma região que hoje pertence ao estado de Alagoas, procurava oferecer uma vida digna aos negros fugitivos e também proporcionava segurança. O local chegou a abrigar uma população com mais de 20 mil habitantes. Zumbi foi um grande líder e desempenhou papel importante na luta do negro contra a escravidão.

Leia Também:  Rádio CNB ao Vivo na internet

Zumbi foi traído por um amigo e acabou sendo localizado pelo capitão Furtado de Mendonça. O líder do Quilombo dos Palmares foi preso e sofreu várias torturas. A sua morte aconteceu em 20 de novembro de 1695, quase dois séculos antes do fim da escravidão.

20 de novembro: Dia da Consciência Negra

A data destaca a importância de lutar contra o racismo. (Foto: Divulgação)

O Dia da Consciência Negra faz uma homenagem à Zumbi, um grande personagem histórico do Brasil. A data foi estabelecida em janeiro de 2003, através do projeto lei número 10.639. O dia 20 de novembro é uma ótima oportunidade para relembrar as lutas dos negros e contestar qualquer tipo de manifestação racista.

Agora que você já conhece a história do Dia da Consciência Negra, abrace a causa e lute contra a discriminação.

Top