Hipnose contra depressão, ansiedade e estresse

A hipnose é uma técnica que desperta a curiosidade das pessoas, principalmente porque durante muito tempo esteve ligada aos rituais obscuros e místicos. No…

Por Isabella Moretti em 11/12/2012

A hipnose é uma técnica que desperta a curiosidade das pessoas, principalmente porque durante muito tempo esteve ligada aos rituais obscuros e místicos. No entanto, a prática não é algo tão misterioso e enigmático, pelo contrário, tem o reconhecimento do Conselho Federal de Medicina como ferramenta para o diagnóstico de doenças e também para tratamentos.

A Medicina explica a hipnose e os seus benefícios. (Foto:Divulgação)

O uso da hipnose tem propósitos terapêuticos e influencia no comportamento do indivíduo. As pessoas que são hipnotizadas costumam apresentar diferentes reações, como alteração de consciência e anestesia, tudo depende da técnica que foi aplicada.

Hipnose como um processo natural

Ao contrário do que muita gente pensa, não há enigmas associados à hipnose e este mecanismo pode ser explicado pela ciência.

O estado hipnótico é algo fisiológico, afinal, as pessoas não conseguem ficar focadas por muito tempo em uma mesma atividade. Desta forma, o organismo experimenta a imersão e a emersão da hipnose várias vezes por dia. O ser hipnotizado normalmente se afasta da sua realidade e mergulha em um mundo paralelo, a ponto de não escutar ou visualizar as coisas corretamente.

Quando uma pessoa está com a atenção totalmente voltada para algo, ela se encontra em estado de hipnose. Como a mente esta focada naquela ação, outras tarefas passam despercebidas. Entretanto, a hipnose não permite sair do corpo ou ficar totalmente fora de si como muitas pessoas imaginam.

Saiba mais:Hipnose Para Emagrecer Grátis | Hipnoterapia

Problemas psicológicos podem ser tratados com hipnose

A hipnose tem-se revelado uma grande aliada para o bem-estar dos pacientes, principalmente aqueles que estão estressados, deprimidos ou ansiosos. Quando estas pessoas entram em estado hipnótico, elas se sentem mais relaxadas e controladas.

Os terapeutas costumam usar a auto-hipnose. (Foto:Divulgação)

Normalmente a hipnose possui dois objetivos: aumentar a tolerância para suportar as tensões e descobrir a origem do problema, ou seja, o que leva o paciente a sentir estresse, depressão ou ansiedade.

Muitos terapeutas usam a hipnose para dar sugestões aos seus pacientes, ou seja, mostrar caminhos que podem alterar a postura e trazer benefícios. A auto-hipnose é uma boa forma de terapia, principalmente quando aliada as técnicas de relaxamento e meditação.

A auto-hipnose costuma funcionar em pacientes depressivos, ansiosos e estressados quando eles realmente confiam no terapeuta e estão dispostos a fazer esta viagem hipnótica. As sugestões não são suficientes no tratamento, afinal, o paciente precisa ter a capacidade de abstração, isto é, mais imaginação.  Normalmente, quem é muito racional tem dificuldades para receber um tratamento com hipnose.

Na psicologia, a hipnose encontrou um campo fértil para ajudar as pessoas na busca pelo autoconhecimento. Muitos terapeutas hipnóticos conseguem trazer à tona histórias, lembranças e emoções que foram esquecidas pelo paciente, mas que podem ser a causa de um determinado problema psicológico.

A hipnose não é algo místico, ela tem várias aplicações médicas.(Foto:Divulgação)

Outras aplicações médicas da hipnose

– Empregada no tratamento odontológico para aliviar a dor;

– Ajuda a tratar problemas musculares;

– Contribui com o tratamento de dores ósseas.

Veja também: Mulheres são mais suscetíveis à depressão

Top