Hidrocefalia: saiba mais sobre o problema

Hidrocefalia: saiba mais sobre o problema

A hidrocefalia é uma condição em ocorre o acúmulo excessivo do líquido que envolve o cérebro e a medula espinhal. Conhecido como líquido cefalorraquidiano,…

Por Editorial MDT em 23/05/2013

A hidrocefalia é uma condição em ocorre o acúmulo excessivo do líquido que envolve o cérebro e a medula espinhal. Conhecido como líquido cefalorraquidiano, ele atua como uma espécie de amortecedor, protegendo o cérebro e o sistema nervoso contra traumas. Saiba mais sobre a hidrocefalia.

A hidrocefalia é caracterizada pelo acúmulo de líquor na região intracraniana. (Foto: divulgação)

O que é hidrocefalia

No interior do cérebro existem alguns espaços chamados de ventrículos, que são cavidades naturais preenchidas pelo líquido cefalorraquidiano ou simplesmente líquor, como é conhecido. A hidrocefalia é uma condição na qual a quantidade desse líquor aumenta dentro da cabeça. Esse aumento pode provocar dilatação dos ventrículos e comprimir o cérebro contra os ossos do crânio.

Essa condição provoca uma série de sintomas que devem ser tratados o mais rápido possível para prevenir consequências graves para o indivíduo. Em alguns casos, a doença pode ser detectada antes mesmo do nascimento da criança, quando se realiza o exame de ultrassom durante a gravidez.

Veja também sequelas da meningite, quais são 

Causas da hidrocefalia

A hidrocefalia ocorre quando existe um desequilíbrio entre a produção e a reabsorção do líquor. A condição mais comum é a obstrução da passagem do liquor, por prematuridade, tumores, cistos, infecções, traumas e malformações do sistema nervoso, como mielomeningocele. Em casos mais raros, pode ser provocada pelo aumento da produção de líquido em vez de obstrução.

A hidrocefalia deve ser diagnosticada e tratada precocemente. (Foto: divulgação)

Sintomas da hidrocefalia

Dentre os principais sinais e sintomas da hidrocefalia estão:

  • Crescimento anormal do crânio;
  • Fontanela tensa;
  • Dores de cabeça;
  • Espaçamento anormal dos ossos do crânio;
  • Irritabilidade;
  • Couro cabeludo esticado;
  • Vômitos;
  • Letargia;
  • Alterações de personalidade;
  • Perda das habilidades físicas;
  • Acessos epiléticos;
  • Dificuldades de locomoção.

Além dos sintomas citados, podem haver problemas de aprendizagem, raciocínio lógico, concentração, coordenação, organização, puberdade precoce e dificuldades visuais.

Tratamento da hidrocefalia

A cirurgia de implante de válvula é o tratamento mais indicado para retirar o excesso de líquido de dentro da cavidade ventricular. Essa válvula, ligada a um tubo flexível de silicone, drena o excesso de líquido para a cavidade abdominal, diminuindo a pressão interna dos ventrículos.

Em alguns casos específicos, pode ser feita uma cirurgia chamada terceiroventriculostomia. Esse procedimento é usado para fazer um orifício no fundo do ventrículo que fica na parte inferior do cérebro. Dessa forma, o excesso de líquido pode ser drenado pelo vão feito cirurgicamente, reduzindo a pressão intracraniana.

Muitos casos podem ser identificados ainda na gravidez. (Foto: divulgação)

Veja também o que é edema cerebral 

A hidrocefalia é um problema que acomete principalmente crianças e é caracterizada pelo acúmulo de líquido cefalorraquiano no espaço intracraniano. Essa condição pode comprometer o desenvolvimento físico e mental do pequeno. Por isso, é essencial identificar e tratar precocemente o problema.

Top