Hidratação e cauterização: quais as diferenças

Os cabelos estão em constante sofrimento, com agressões externas. Cada tipo de fio tem suas particularidades, mas pode-se dizer que todos eles são vítimas…

Por Editorial MDT em 16/01/2013

Os cabelos estão em constante sofrimento, com agressões externas. Cada tipo de fio tem suas particularidades, mas pode-se dizer que todos eles são vítimas dos mesmos agentes prejudiciais. Tinturas, alisamentos e outros procedimentos químicos estão entre os principais vilões da saúde capilar. Além disso, outros agentes externos, como sol, cloro, sal marinho ou vento costumam agredir os cabelos, interferindo, gradativamente, na estrutura dos fios. Muitas vezes, até mesmo shampoos e condicionadores inadequados podem prejudicar as madeixas. O resultado imediato destas agressões são cabelos danificados, devido à perda de hidratação, ou seja, de água.

Para que os cabelos resistam às agressões, é necessário recorrer a tratamentos de recuperação a manutenção (Foto: Divulgação)

Os malefícios não se resumem à desidratação dos fios. Num grau mais elevado, os cabelos começam a perder as substâncias que compõem sua estrutura. Nestes casos, os resultados das agressões são mais visíveis e bem mais graves. Ressecamento, porosidade, rigidez, pontas duplas, opacidade e quebra estão entre as características que os cabelos danificados podem adquirir. É quando se sente a necessidade de cuidar dos fios, por meio de procedimentos de recuperação. São tantos e com nomenclaturas tão diferentes, que fica até difícil saber qual deles escolher. Você sabe quais as diferenças entre hidratação e cauterização?

Hidratação

A hidratação é mais simples, podendo ser feita em casa ou no salão (Foto: Divulgação)

A hidratação é um procedimento mais simples, em relação à cauterização. Ela pode ser feita em salões de beleza ou em casa, com produtos específicos. Qualquer tipo de cabelo, esteja ele danificado ou não, precisa passar por sessões constantes de hidratação, pois ela recupera os fios ressecados e opacos. Os produtos devolvem algumas substâncias perdidas pelo fio, sendo a água a substância mais importante. Portanto, hidratar os cabelos significa devolver a eles a sua umidade natural, perdida no dia a dia. Por exemplo, quem passou um dia na piscina ou na praia e percebeu que os cabelos ficaram secos, no dia seguinte, deve recorrer a uma sessão de hidratação. Ela age, geralmente, na parte externa dos fios. Se estes estiverem muito ressecados, pode-se hidratá-los duas vezes, por semana. Conforme os cabelos ficarem mais macios, leves e brilhantes, pode-se aumentar o intervalo entre as sessões. O resultado é observado, de forma gradativa.

Cauterização

Exemplo do resultado de uma cauterização (Foto: Divulgação)

A cauterização dos cabelos é um tratamento de choque, que dá resultados de forma imediata. É indicada para a recuperação de fios extremamente fragilizados. O procedimento deve ser feito por um profissional, pois a cauterização age dentro dos fios, por meio de produtos que contêm alta concentração de queratina e colágeno. Ao final do processo, por meio de aparelhos específicos e calor, as cutículas dos fios são seladas, fazendo com que as substâncias permaneçam, dentro deles. A cauterização também é chamada de queratinização. A depender do grau de danificação, o tratamento pode ser feito 2 ou mais vezes, com intervalos de um mês. Após a melhora da aparência dos fios, deve-se fazer a manutenção, por meio de hidratações constantes.

Hidratação ou cauterização, pode-se dizer que os dois procedimentos são tratamentos para cabelos danificados. Quem não sabe, ao certo, qual deles escolher deve procurar a opinião de um cabeleireiro. Ele irá dar orientações, quanto à real necessidade de se fazer um ou outro procedimento.

Faça você mesma: Receitas para hidratar cabelo em casa

Conheça outros tratamentos: Selagem térmica para os cabelos: dicas e fotos

Top