Hábitos que prejudicam a formação dos dentes dos bebês

Os cuidados odontológicos devem ser realizados desde que começam a surgir os primeiros sinais dos dentes. Existem muitos fatores que prejudicam a formação da…

Cuidados com os dentes devem ser ensinados o mais cedo possível

Os cuidados odontológicos devem ser realizados desde que começam a surgir os primeiros sinais dos dentes. Existem muitos fatores que prejudicam a formação da dentição da criança. É importante conhece-los para poder evitar os problemas dentários. Veja alguns hábitos que podem prejudicar a formação dos dentes do bebê:

1. Não visitar o dentista

As crianças devem ir ao dentista a partir do seis meses de idade, quando começam a nascer os primeiros dentinhos. Isso é importante, pois é nesse momento que o dentista orienta a mãe ou o cuidador sobre fatores importantes, para que não ocorram problemas na formação dos dentes: dieta, higiene, aplicação de flúor, uso adequado da mamadeira, chupeta, correção de maus hábitos como chupar o dedo.

Quando os dentes estão nascendo, o bebê sente um desconforto na gengiva, por isso acaba tendo alguns sinais e sintomas como aumento da salivação, diarreia, febre baixa, irritabilidade, choro, corisa e irritação na gengiva. Esses sintomas irão passar, assim que os dentes romperem.

2. Falta de escovação dos dentes

Há quem pense que não se deve escovar os dentes dos bebês. Outros não o fazem devido à dificuldade, pois as crianças se opõem a essa atitude, por não estarem acostumadas. Mas, é importante saber que a higienização, mesmo antes da erupção dos dentinhos, é necessária. Para isso, deve-se usar uma gaze embebida em água filtrada e passá-la, delicadamente, na gengiva.

Após o nascimento do dentes, estes devem ser escovados sempre após as refeições, usando uma escovinha de cerdas bem macias. É importante que os pais levem o bebê a um odontopediatra para que este indique o tipo de escova e o creme dental ideal para a criança.

Continuar Lendo  Secreção no seio: o que pode ser?

A frequência de higienização dos dentes do bebê é de três vezes ao dia. Ou seja, logo pela manhã, após o almoço e na hora de dormir. Até um ano e meio de idade, a mãe pode usar gaze ou uma fralda embebida em água filtrada ou em uma solução prescrita pelo odontopediatra.

É importante que não se use cremes dentais com flúor até que a criança atinja 4 anos de idade, pois essa substância pode manchar os dentes.

A higiene bucal deve ser realizada mesmo antes da erupção dos dentinhos

 

3. Uso de chupeta e mamadeira por tempo prolongado

O hábito de chupar chupeta ou usar a mamadeira pode deixar os dentes tortos. Na verdade, qualquer hábito, quando prolongado, pode alterar a formação da arcada dentária da criança, prejudicando o posicionamento da língua e da musculatura da boca.

Chupeta e mamadeira devem ser abolidas da vida do bebê o mais rápido possível. Caso isso não seja feito até os três anos de idade, podem ocorrer tortuosidades nos dentes permanentes.

4. Formação de cáries

A cárie é uma lesão infecciosa causada pela ação de bactérias sobre carboidratos fermentáveis, devido a restos de alimentos e higiene bucal deficiente. Essa lesão pode prejudicar a formação dos dentes.

O bebê pode ter cáries se for alimentado com mamadeira de leite, chá ou qualquer líquido contendo açúcar ou mel, principalmente à noite. Se a cárie não for tratada, o bebê pode perder, precocemente, os dentes de leite. É importante preservá-los, pois eles preparam o caminho para a erupção saudável dos dentes permanentes.

Para evitar a formação dessas lesões dentárias, deve-se, desde cedo, cultivar bons hábitos na criança. Fique sempre atento a higiene e saúde dos primeiros dentinhos, que precisam ser preservados, pois têm o importante papel de preparar a arcada para receber os dentes permanentes.

Continuar Lendo  Cuidados ao lavar roupa na máquina

5. Respiração bucal

A respiração bucal prejudica a formação dos dentes. Pode ocorrer deficiência de crescimento da arcada dentária, palato profundo e ogival, além de alterações musculares na face.

É importante fazer um diagnóstico precoce para iniciar, o mais rápido possível, o tratamento e evitar maiores danos.

Cuide dos dentes do seu filho. Essa atitude ajudará para que ele tenha uma melhor saúde no futuro.

A partir dos seis meses, quando começam a surgir os dentes, a criança deve ir ao dentista

Top