Gravidez na Adolescência

gravidez-na-adolescencia

Quem já passou sabe que a adolescência é uma fase conturbada na vida da maioria dos jovens, em razão das descobertas e das dúvidas, das idéias opostas aos irmãos e aos pais, formação de identidade, onde as conversas na maioria das “rodinhas” de amigos se deve a namoro, brincadeiras e tabus. Essa é uma fase entre infância e a fase adulta, onde muitas meninas experimentam a gravidez na adolescência.

A gravidez é o período de crescimento e desenvolvimento do embrião na mulher onde ocorrem várias alterações físicas e psicológicas, e, juntando isso a adolescência causa danos, talvez, irreparáveis na vida de uma menina, isso porque ela não tem condições físicas e nem psicológicas para lhe dar com tamanha mudança , afinal é um vida que estar por vir e a confusão é bastante grande. Pela repressão das famílias muitas meninas fogem de casa, mesmo sem condições financeiras, e na grande maioria das vezes largam os estudos.
A responsabilidade de um filho é bastante grande, e por medo dessa consequência muitas meninas até cometem abortos na adolescência, o que além de ser crime é muito perigoso.

A gravidez precoce pode estar relacionada a diversos fatores, desde estrutura familiar, formação psicológica, baixa autoestima e até mesmo irresponsabilidade. E por isso o apoio da família é muito importante, isso porque é a família que proporciona compreensão, diálogo, segurança, afeto e auxílio para que tanto os adolescentes envolvidos quanto a criança que está sendo gerada saudavelmente. E, com o apoio da família o aborto e as dificuldades têm seus riscos bastante reduzidos. Claro que no começo tudo é um drama, e muitos pais até deixam de falar com as filhas, mas no fim, quando o bebê nasce tudo vira amor e atenção voltados para o bebê e para a mais nova mãe.
É muito importante reforçar que as adolescentes devem fazer o acompanhamento pré-natal na adolescência, para que a sua saúde e a do bebê não se complique ao decorrer da gravidez.

Estudos mostram que hoje metade das mulheres com menos de 20 anos, entre brancas e negras, já experimentaram a gravidez pelo menos uma vez.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Reply