Governo suspende venda de 301 planos de saúde

Se você paga convênio médico ou pretende contratar algum dos serviços é melhor ficar atento, pois nessa terça-feira, 2 de outubro, a Agência Nacional…

Por Élida Santos em 02/10/2012

Se você paga convênio médico ou pretende contratar algum dos serviços é melhor ficar atento, pois nessa terça-feira, 2 de outubro, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e o Ministério da Saúde anunciaram a suspensão da comercialização de 301 planos de saúde de 38 operadoras. As companhias mencionadas estão terminantemente proibidas de vender novos planos a partir da próxima sexta-feira, 5 de outubro. Os 301 planos representam 7,6% do mercado nacional e atingem 3,6 milhões de beneficiários.

Leia também: Planos de saúde suspensos

Antes de contratar um convênio, verifique a situação dele junto a ANS (Foto: Divulgação)

 

Os motivos pelos quais as prestadoras de planos de saúde foram punidas

As operadoras de planos de saúde tiveram a comercialização de seus planos suspensas por não honrar com os prazos máximos para marcação de consultas, exames e cirurgias. Dos 301 planos que estão na listagem de punição, 80 receberam a notificação pela primeira vez e os demais já foram alvo da medidas similares em julho.

Saiba mais sobre: Site para comparar planos de saúde

Em dois meses (de julho a setembro), foram registradas mais de 10 mil reclamações por parte de usuários de planos de saúde. Todas referentes ao não cumprimento dos prazos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Saúde Suplementar. No Brasil, existem 1006 prestadoras desse tipo de serviço e 241 delas, ao menos uma vez, foi fonte de reclamação de usuários insatisfeitos com a demora na marcação de consulta, agendamento de exames e demais serviços básicos.

Fiscalize seu convênico médico para não ficar no prejuízo (Foto: Divulgação)

Listagem completa de planos suspensos

Por causa da quantidade vasta de nomes que constam na listagem de planos de saúde suspensos no Brasil, disponibilizamos o link onde você pode fazer a consulta devidamente (http://www.ans.gov.br/index.php/planos-de-saude-e-operadoras/contratacao-e-troca-de-plano/1748-planos-suspensos). Em 2012, essa é a segunda varredura nos planos de saúde que o Ministério da Saúde e a ANS realizam.

Qual o direito dos contratantes de planos de saúde?

Os contratantes de planos de saúde têm vários direitos. Conheça alguns: As consultas para a identificação de um mal aparentemente simples, com um Clinico Geral (por exemplo), devem ser agendadas em no máximo em sete dias úteis. No caso de haver necessidade de passar por um especialista, o prazo é 14 dias. Já para procedimentos de alta complexidade, o plano de saúde pode demorar 21 dias para fazer o atendimento. O descumprimento dos acarretam em multas que variam de R$ 80 mil a de R$ 100 mil. Por isso, antes de contratar um plano de saúde, consulte a listagem dos serviços suspensos.

Top