Ginecologista homem ou mulher: como escolher

Ao menos uma vez por ano, mulheres sexualmente ativas devem ir ao ginecologista. Mas, principalmente as mais jovens, ficam envergonhadas de ter que ir…

Ao menos uma vez por ano, mulheres sexualmente ativas devem ir ao ginecologista. Mas, principalmente as mais jovens, ficam envergonhadas de ter que ir ao médico que cuida da sua intimidade. Por isso é importante escolher um profissional que deixe a paciente à vontade, com mínimo de constrangimento possível. Assim, ao longo do tempo você conseguirá ter uma boa relação com o seu médico.

Leia mais sobre: Primeira visita ao ginecologista, dicas

Escolha um médico ou médica que te deixe a vontade (Foto: Divulgação)

Quando é preciso procurar um ginecologista?

Após a primeira menstruação é indicado procurar um ginecologista para acompanhar a sua vida adulta e o amadurecimento corporal. Algumas meninas vão a esse tipo de médico antes mesmo de menstruar, por algum problema nas partes íntimas, como por exemplo, corrimentos que necessitam de tratamento.

Como escolher o seu ginecologista?

Para correr o mínimo de erro possível com relação a escolha do ginecologista é ideal conversar com as amigas. Veja se esse médico que pretende ir é atencioso e pergunte para quem já consultou com ele como é o procedimento de atendimento, para que você fique mais tranquila com relação ao passo a passo do atendimento.

Saiba mais sobre: Consulta ao ginecologista: que perguntas fazer?

Use a internet como sua aliada. Busque na rede mundial de computadores referências sobre o médico, confira se o seu registro está regular e se ele realmente tem habilitação para atendimento como ginecologista. Assim, você não correrá o risco de ser examinada por uma pessoa que não entende plenamente do assunto que está sendo debatido em consultório.

Não tenha medo de consultar com um ginecologista (Foto: Divulgação)

Ginecologista homem ou mulher?

A principal dúvida na hora de escolher um ginecologista é com relação ao gênero. Nesse caso, consulte o seu subconsciente para saber se vai ficar mais a vontade sendo examinada por um homem ou por uma mulher. O maior receio do público feminino em escolher um médico e não uma médica é justamente por ele ser do sexo oposto. Porém, não há motivos para ter vergonha, já que esse especialista está acostumado a fazer exames íntimos.

Leia Também:  Conheça as causas da hipertensão

No entanto, se ficar mais confortável de falar com uma mulher, escolha uma médica para acompanhar as suas consultas e aproveite o espaço do consultório para fazer muitas perguntas. O importante é mante a rotina de consultas e exames, pois quem descobre uma doença no início tem mais chances de ser curado, independente do que seja.

Top