Garoto atrai objetos metálicos com o corpo em Goiânia

Marcos Paulo Garbone Gimenez (8), que mora no setor Celina Park, na cidade de Goiânia, descobriu na semana passada é capaz de atrair metais.…

(Imagem: Foto divulgação)

Marcos Paulo Garbone Gimenez (8), que mora no setor Celina Park, na cidade de Goiânia, descobriu na semana passada é capaz de atrair metais. A situação para o garoto e para a família e amigos ainda é novidade, e tem deixado a todos curiosos. “Eu estou achando bom. É estranho, mas não sinto dores. Acho tudo normal”, divulga Marcos Paulo.

O descobrimento ocorreu após a mãe do garoto, a advogada Rita de Cássia Garbone Gimenez dos Reis, assistir uma reportagem na TV sobre o garoto que virou fascínio na Croácia, pois, teria poderes magnéticos. “Os médicos estavam fazendo testes com as crianças. Eu reparei que os metais só grudavam nas mais gordinhas e, como o Marcos é gordinho, eu decidi que ia testar a técnica com ele depois”, conta.

De acordo com a advogada, o teste foi realizado durante o jantar. “Nós estávamos jantando e eu coloquei um garfo nele e ficou. Aí começamos a colocar colher, faca, cinzeiro, panela e até um ferro de passar roupa. Todo mundo aqui em casa tentou fazer a mesma coisa, mas os objetos metálicos só ficaram grudados nele”.

Para o garoto o caso é curioso e ao mesmo tempo misterioso. Ele, que faz o 3 ano do ensino fundamental, disse que revelou aos amigos, mas eles não acreditaram. “Ninguém acreditou, nem a professora. Todos falaram que era mentira e riram”, revela. Rita lembra, que também os familiares desconfiaram da situação, e só acreditaram depois que viram as fotos do garoto.

A advogada destaca que não acredita em superpoderes e que levará o filho ao médico ainda esta semana, depois que descobrir qual especialista deve procurar. Ainda segundo ela, a família teve que as pessoas observem o caso como uma espécie de milagre. “Tenho medo de que as pessoas achem que ele tem algum poder de cura e queiram colocar a mão nele, ou coisas do tipo”.

Leia Também:  Grupo Águas do Brasil oferece Vagas para Trainee

Opinião profissional

Segundo a dermatologista Juliana Salgado a capacidade eletromagnética do corpo possui relação com a produção de suor e sebo, os quais facilitam que os objetos da superfície do corpo grudem na pele. “A pele é naturalmente coberta de suor e sebo. Existem algumas áreas de maior concentração das glândulas como, por exemplo, na face, nas costas e no tórax”, explica.

Ainda segundo a médica, a obesidade pode elevar a produção de secreção. “É cientificamente comprovado que em pessoas obesas a produção de sebo e suor é maior. A falta de pelo também ajuda objetos a se fixarem melhor na pele. Tenho certeza de que esses objetos não vão grudar na cabeça dele. Ou seja, a combinação de uma pele que produz mais secreção e sem pelos facilita a aderência de objetos lisos”, explica

Top