Funcionários dos Correios Entram em Greve e Entregas Podem Atrasar

Começou na quarta-feira de ontem (14) a greve declarada por tempo indeterminado dos funcionários dos Correios. A informação é da Federação Nacional dos Trabalhadores…

Por Redacao em 15/09/2011

Começou na quarta-feira de ontem (14) a greve declarada por tempo indeterminado dos funcionários dos Correios. A informação é da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect). De acordo com a Fentect a decisão foi tomada pois as reivindicações dos funcionários não foram atendidas.

O integrante de Comandos de Negociações do Fentect, Saul Gomes da Cruz, disse que a greve teve adesão de quase 100% dos trabalhadores de todo o país, na qual dentre os 35 sindicatos da categoria, apenas um ainda não confirmou presença, o de Uberaba em Minas Gerais, mas que de acordo com Saul sua participação logo será confirmada.

A greve maciça promete trazer grandes problemas e imprevistos para os Correios, já que a falta de funcionários proporcionará um atraso nas entregas. Os Correios afirmaram que já tem um plano de contingência, no qual fará com que funcionários internos sejam direcionados para o setor de correspondência. Dos 110 mil funcionários da empresa, de 50 a 55 mil são carteiros.

Os funcionários pedem um reajuste no piso salarial para R$ 1.635 e reposição da inflação em 7,16%, além de aumento salarial em R$ 400, do vale alimentação/refeição de R$ 200 e reposição de perdas salariais dos anos de 1994 e 2002, que totalizam 24,76%.

A Fentect alega que a empresa rejeitou todas as reivindicações e propuseram a reposição da inflação em 6,87%, abono salarial de R$ 800 e vale alimentação de R$ 25, as quais a Fentect também não aceitou.

Os Correios emitiu uma nota dizendo que ECT vai trabalhar firmemente para conseguir chegar a uma solução e que a empresa está adotando uma série de medidas para garantir a entrega das correspondências, como realização de horas extras, trabalho nos finais de semana, contratação de recursos e realocação de pessoal.

Como a greve deve atrasar as entregas, é necessário que pessoas fiquem atentas para evitar as cobranças de multas nas contas. O Procon aconselha que as empresas que contratam os serviços dos Correios devem apresentar outras formas de pagamentos para os clientes – internet, fax, depósito bancário, entre outras – e estas precisam ser divulgadas.

Aqueles que sabem as datas de vencimento das contas recomenda-se que entrem em contato com as empresas para solicitar outra opção para o pagamento. Já aqueles que contrataram os serviços de Sedex e estes não forem realizados de acordo com a forma contratada, devem questionar os Correios para ressarcimento ou abatimento do valor pago, caso isso não seja possível o cliente pode procurar o órgão de Defesa ao Consumidor para discutir a situação através da Justiça.

 

Top