Fraude Panamericano Silvio Santos

Um assunto muito comentado nos últimos tempos em relação ao banco Panamericano esta relacionado à descoberta de uma fraude contábil bilhonária. Devido a essa…

Um assunto muito comentado nos últimos tempos em relação ao banco Panamericano esta relacionado à descoberta de uma fraude contábil bilhonária. Devido a essa fraudo que aconteceu fez com que o Grupo Silvio Santos fizesse um aporte de R$ 2,5 bilhões no Banco Panamericano que tem como sócia minoritária a Caixa Econômica Federal que é um banco conhecido em todo o Brasil.

No ano de 1995 foi criado o FGC mais conhecido como Fundo Garantidor de Crédito foi por meio de empréstimo realizado no mesmo que foi possível ter acesso a esse dinheiro , o principal objetivo que levou fazer este empréstimo foi proteger os depósitos dos clientes do sistema financeiro no País.

Esse rombo segundo algumas informações é resultado de ativos e créditos fictícios que foram registrados por diretores do próprio Panamericano, mais até o momento infelizmente não foram encontrados indícios desse desvio. O rombo foi descoberto pelo Banco Central, pois ele tinha passado totalmente despercebido pelos controles internos do Panamericano, pelos seus auditores independentes e ainda pelo pente-fino feito pela Caixa Econômica federal quando realizou a compra de uma participação de 49% do capital votante do banco, que ocorreu no final do ano de 2009.

O gigantesco patrimônio do grande empresário Silvio Santos que contam com diversos outros patrimônios como: o próprio Panamericano, a rede de TV muito conhecida que é o SBT, a fábrica de cosméticos Jequiti, o hotel Jequitimar localizado em São Paulo entre outras, todas elas são avaliadas em torno de 2,7 bilhões, e todas foram usadas como uma garantia em relação ao empréstimo feito pelo Fundo Garantidor de Crédito. Silvio Santos não se manifestou publicamente sobre o assunto divulgado no dia dez de novembro de 2010.

Leia Também:  Os momentos mais marcantes de Sílvio Santos

O Panamericano abre as portas novamente e os antigos executivos foram demitidos devido às suspeitas em utilizarem essa prática para melhorar os seus bônus. Agora o banco contará com uma nova diretoria, nomeada em conjunto pelo Grupo Silvio Santos e pela Caixa Econômica Federal. Os antigos executivos foram demitidos . O diretor superintendente agora é Celso Antunes da Costa. Em relação ao conselho de Administração esse ainda será escolhido.

O buraco que existia já foi tampado e atualmente o banco segue a vida normal. Agora basta que a administração que ainda deverá ser escolhida recoloquem a casa em ordem e siga na busca para que tudo seja esclarecido.

Top