Fotografia mais cara do mundo custou 4,33 milhões de dólares

Considerada a fotografia mais cara do mundo, a imagem panorâmica do Rio Reno tirada pelo alemão Andreas Gursky, em 1999, foi comprada na última…

Considerada a fotografia mais cara do mundo, a imagem panorâmica do Rio Reno tirada pelo alemão Andreas Gursky, em 1999, foi comprada na última terça-feira (8) por 4,33 milhões de dólares (cerca de 7,58 milhões de reais).

A peça foi leiloada pela casa Christie’s, que ficou surpresa com o valor da venda, já que havia estipulado o preço de US$ 2,5 milhões à US$ 3,5 milhões. O comprador não teve seu nome divulgado.

A obra, intitulada “Reihn II”, possui um tamanho surpreendente: exatos 1,85 m de altura e 3,63 m de comprimento.

O artista é conhecido por ser mestre em compor obras com linhas geométricas a partir de grandes panoramas. Apoia-se em cenários da vida moderna, enriquecendo as fotografias com inúmeros detalhes.

A coleção “Reihn II” possui seis peças. Quatro delas estão expostas em grandes e conceituados museus, entre eles a galeria Tate Modern, em Londres e o Museu de Arte Moderna de Nova York.

Gursky ocupava o segundo lugar no ranking das 15 imagens mais valiosas do mundo  com “99 Cent II Diptychon”, de 2001, a qual retrata em grande proporção um supermercado.

Antes de ser colocada para leilão, a fotografia do Rio Reno pertencia a cineasta Cindy Sherman, que também chegou a ter um autorretrato do artista.

Top