Fontes alternativas de energia elétrica: quais são

No Brasil, 95% de toda energia produzida provém das hidroelétricas. No entanto, estas estruturas possuem grande impacto ambiental, afetando a fauna e a flora…

Existem várias fontes usadas para gerar eletricidade.

No Brasil, 95% de toda energia produzida provém das hidroelétricas. No entanto, estas estruturas possuem grande impacto ambiental, afetando a fauna e a flora de diferentes regiões do país. Com as usinas representando uma ameaça, surge a necessidade de investir em fontes alternativas de energia elétrica.

A energia hídrica é utilizada em grande escala no território brasileiro, sendo gerada através da queda das águas que movem as turbinas. Em lugares afetados pela falta de chuva, as outras fontes de energias são necessárias para não afetar a população.

Várias entidades estão pesquisando novas tecnologias que podem ajudar na criação de sistemas para gerar energia, com custo acessível e sem resultar em tantos danos para o meio ambiente.

Saiba mais: Energias Renováveis no Brasil

Confira a seguir as fontes alternativas de energia que se tornaram alvos de investimentos no mundo todo:

Energia térmica

Proveniente das usinas termoelétricas, a energia elétrica resulta da queima de combustíveis, como derivados do petróleo e a biomassa. Para que as pás das turbinas possam girar, o sistema esquenta a água e conduz o vapor com alta pressão.

A geração de energia por meio das termoelétricas requer cuidados para não causar a poluição atmosférica, como por exemplo, a filtração dos gases poluentes.

Energia eólica

Sistema eólico, geração de energia pelos ventos.

A energia eólica se destaca como uma fonte de energia sustentável, gerada através dos ventos que movimentam as turbinas. A construção do sistema tem baixo custo, não emite ruídos e nem causa poluição.

Os moinhos, que parecem cataventos gigantes, não podem ser instalados em qualquer lugar. É importante que a área apresente uma boa incidência de ventos para que a energia cinética possa ser transformada em eletricidade. A Europa tem o objetivo de gerar 10% de toda a sua energia elétrica a partir da eólica até 2030.

Energia das marés

A forma de gerar energia elétrica é parecida com a hidroelétrica, exceto que uma barragem é construída junto ao mar. A força das águas movimenta as turbinas, mas o preenchimento do reservatório varia de acordo com as marés, que podem ser altas ou baixas.

Energia geotérmica

A energia é produzida através do derretimento das rochas localizadas no subsolo. O sistema costuma funcionar bem em áreas com vulcanismo intenso, como é o caso da Islândia.

Energia nuclear

Já houve casos de acidentes catastróficos por causa da energia nuclear.

As usinas nucleares geram energia elétrica a partir da fissão do núcleo do átomo de urânio enriquecido. Apesar de ser um sistema perigoso e que ameaça a população com radioatividade, existem 440 reatores nucleares em operação. Estima-se ainda que 17% da energia produzida em todo o mundo tem origem nuclear.

Energia solar

A energia solar é conhecida pelo seu uso doméstico, sendo responsável por captar os raios solares para aquecer a água. No entanto, o uso do sistema fotovoltaica tem ganhado espaço entre as fontes alternativas de energia, já que adota painéis sensíveis que convertem luz solar em eletricidade.

Apesar de o módulo solar apresentar bom funcionamento e não afetar o meio ambiente, as instalações dos painéis fotovoltaicos possui alto custo.

Top