Fobias Estranhas

Fobia é medo, mas não é um medo comum. São medos muito intensos, irracionais e geralmente de tão grande intensidade que atrapalham nosso dia…


Fobia é medo, mas não é um medo comum. São medos muito intensos, irracionais e geralmente de tão grande intensidade que atrapalham nosso dia a dia. Na maioria das vezes,  são medos descabidos que não representam perigo real na nossa vida, mas mesmo sabendo disso não conseguimos lidar com a situação, passamos por situações constrangedoras e sofremos enormes prejuízos na nossa qualidade de vida.

A palavra fobia deriva do grego, phobos e significa terror, medo, aversão. A natureza, através da evolução, provavelmente selecionou nossos ancestrais mais “medrosos” para sobreviver, e estes, através da reprodução, deram origem a indivíduos mais cautelosos e mais adaptados a vida; Já que os muito ousados, pela coragem excessiva, colocaram a vida em risco e foram ficando pelo caminho.

Assim, uma certa dose de medo é saudável e vital. Ocorre que as fobias são medos patológicos, irracionais que ultrapassam os limites do natural gerando sofrimento e ansiedade.A pessoa fóbica faz qualquer coisa para evitar entrar em contato com aquilo que lhe gera a tensão o que atrapalha muito suas vidas. Muitas vezes estão relacionadas a traumas infantis, quando ainda não tínhamos capacidade para distinguir o real do imaginário.

Mesmo depois de adulto, quando já entendemos o que pode ou não causar real perigo, fóbicos continuam a associar as sensações de pânico ao fato ou objeto que deu origem ao medo. Uma criança que passou por um susto com um cachorro, por exemplo, pode carregar esse medo para a vida toda, independente de ser tratar de um cão feroz ou um inocente filhote.A sensação de terror ainda está lá, e mesmo que se tente lutar contra ele, sem ajuda é quase impossível.

Leia Também:  Japão lança roupa íntima que protege contra radiação

Fobias têm cura e devem ser tratadas por profissionais especializados, como psicólogos  e terapeutas, sendo que hoje em dia, existem vários métodos eficientes para se combater o mal e devolver qualidade de vida a essas pessoas.

Não temos a pretensão de nos aprofundar no assunto, justamente por ser uma área que necessita de cuidados especializados, e sim de mostrar a você,  leitor, algumas fobias existentes e algumas simplesmente muito estranhas.

Algumas Fobias Estranhas:

 

Oftalmofobia – Medo de estar sendo constantemente vigiado;

Anuptafobia – Medo de ficar solteiro (a);

Virginitifobia – Medo de estupro;

Telefonofobia – Medo de telefone;

Vitricofobia – Medo de padrasto;

Quinofobia – Medo de raiva (doença);

Narigofobia – Medo de e narizes;

Selenofobia – Medo da lua

Melanofobia – Medo de cor preta

Dextrofobia – Medo de objetos do lado direito do corpo;

Sinistrofobia – Medo de coisas do lado esquerdo, mão esquerda

Clownfobia – Medo de Palhaço;

Anablefobia – Medo de olhar para cima;

Nudofobia –  Medo de nudez;

Gefirofobia, gefidrofobia ou gefisrofobia – Medo de cruzar pontes;

Termofobia – Medo de calor;

Geliofobia – Medo de rir;

Triscaidecafobia –  Medo do número 13;

Cibofobia – Medo de comer;

Teatrofobia – Medo de teatro;

Androfobia – Medo de homens;

Anemofobia – Medo de ventos;

Anginofobia – Medo de engasgar;

Cristãofobia, cristofobia ou cristianofobia – Medo dos cristãos;

Ereutrofobia – Medo de ficar vermelho;

Uiofobia – Medo dos próprios filhos;

Ergasiofobia – Medo de trabalhar;

Simmetrofobia – Medo de simetria;

Oenofobia – Medo de vinhos;

Microfobia – Medo de coisas pequenas;

Singenesofobia – Medo de parentes;

Linonofobia – medo de cordas;

Leia Também:  Os padrões de beleza mais curiosos pelo mundo

Logizomecanofobia – Medo de computadores;

Top