Fim da epidemia de AIDS está previsto para 2030

De acordo com o relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), até o final de 2010, 34 milhões de pessoas em todo o mundo conviviam com o vírus HIV. O número foi o mais alto registrado até hoje e se deve aos avanços nas terapias contra a AIDS. A mortalidade dos soropositivos também diminuiu 21% em comparação com o número de mortes registradas em 2005.

Epidemia da AIDS já tem data para chegar ao fim. (Foto:Divulgação)

O censo de 2010 revelou que, no Brasil, 34,2 mil novos casos de AIDS foram registrados, sendo este um número inferior ao de 2009. Do total de infectados no Brasil, 56,4% vive na região sudeste, 20,2% no Sul, 12,9% no Nordeste, 5,8% no Centro-Oeste e 4,6% no Norte.

AIDS pode chegar ao fim em 2030

Na última terça-feira (29), Luiz Antonio Loures, diretor do Programa de Aids das Nações Unidas (UNAids), estimou que a epidemia da doença chegará ao fim em 2030. A declaração aconteceu durante as comemorações de 30 anos do Programa Estadual de DST/Aids, que aconteceu no Hospital das Clínicas, em São Paulo.

Luiz Antonio Loures acredita 2030 é um alvo razoável para o fim da epidemia de AIDS. Ele procurou se embasar na experiência histórica, ou seja, no tempo que levou a expansão dos tratamentos.

De acordo com o diretor do UNAids, a transmissão horizontal do vírus HIV, isto é, de mãe para filho, será eliminada globalmente até 2015. Esta expectativa promete resolver principalmente a epidemia que acomete o continente africano.

Luiz Antonio Loures. (Foto:Divulgação)

Durante a sua palestra, Luiz Antonio Loures declarou que a maior epidemia de AIDS acontece entre os homossexuais do sexo masculino. A transmissão do vírus HIV cresce principalmente nos países do Hemisfério Norte.

O diretor da UNAids fez questão de ressaltar o número de mortes causadas por AIDS diminui 500 mil, em comparação com os registros de 2005, sendo que a maior queda de mortalidade se deu na África Subsaariana. Este progresso aconteceu por causa dos avanços da ciência e da mobilização social.

O avanço da ciência está contribuindo com o fim da AIDS. (Foto:Divulgação)

Sobre a AIDS

A AIDS, também chamada de Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, é uma doença causada pelo vírus HIV. Ela ataca as células do sistema imunológico e destrói os glóbulos brancos. Como o organismo fica com poucas defesas, as doenças oportunistas se manifestam.

A transmissão do HIV se dá pelo sangue, esperma, leite materno ou secreção vaginal. O portador, mesmo sem desenvolver os sintomas da AIDS, pode transmitir o vírus, principalmente em relações sexuais sem camisinha.

Quando o indivíduo começa a desenvolver a AIDS, ele apresenta sintomas característicos, como fraqueza, febre, emagrecimento e diarreia.

Reply