Filtro solar para pele oleosa: como escolher

O protetor solar é um produto de uso diário e fundamental nos dias atuais, onde a exposição ao sol pode causar manchas e até…

O protetor solar é um produto de uso diário e fundamental nos dias atuais, onde a exposição ao sol pode causar manchas e até mesmo câncer de pele. Entretanto, escolher o filtro solar ideal não é uma tarefa fácil, ainda mais quando a pele atende a determinados requisitos que devem ser respeitados.

Assim sendo, para você que sofre com a produção excessiva de óleo no organismo, veja a seguir algumas dicas para escolher o protetor solar corretamente:

Confira algumas dicas para não errar na hora de escolher seu fator de proteção solar (Foto: Divulgação)

Como escolher o protetor solar para pele oleosa

Primeiramente, vale a pena enfatizar os cuidados que devem ser tomados com a pele oleosa. Isto é, ao aplicar o protetor solar sem a higienização adequada, a camada de gordura existente diminuirá o efeito do produto.

Procedendo desta maneira, opte pelas versão de proteção em gel, que preferencialmente tenham ação prolongada, uma vez que os protetores solares em creme são geralmente ricos em gorduras, o que poderá causar cravos e espinhas, além daquele brilho desagradável nas regiões do rosto e corpo.

Livre-se do desagradável brilho através da higienização correta da pele (Foto: Divulgação)

Produtos para pele oleosa

Alguns produtos dermatologicamente testados têm grande aceitação do público e asseguram a proteção solar e o controle da oleosidade por mais tempo. A título de exemplo, o protetor Anthelios XL AC FPS 60 Fuide Extreme da marca La Roche-Posay tem o poder de alta absorção e resistência contra a água. Já o Solar Experetise Toque Seco FPS 30 da L’oreal controla a oleosidade sendo muito fácil de espalhar, assim como o Capital Solei FPS 30 da Vichy, que é possui textura suave, segurando bem a oleosidade e o brilho.

A Mantecorp também entra na lista dos melhores protetores solares para pele oleosa, através do produto Episol Loção Oil Free FPS 30. Este protetor não é oleoso, mas não deixa a pele totalmente sem o seu brilho natural. Seu único contraponto é que ele demora um pouco mais para ser absorvido, porém em compensação sua durabilidade é extrema, sendo o mais indicado para a praia e piscina.

Adquira já os protetores solares para pele oleosa testados pelos dermatologistas e aprovados pelo público (Foto: Divulgação)

Por fim, ao sair do sol lembre-se de limpar corretamente a sua pele oleosa e assegurar o controle e equilíbrio de sua oleosidade através de tratamentos cosméticos apropriados.


Top