Filmes tristes geram felicidade, diz estudo

Editorial MDT 05/04/2012 Bem Estar

As pessoas que afirmaram pensar sobre si mesmo depois do vídeo, em vez de pensar sobre seus amores, não aparentaram estar felizes.

Assistir filmes melancólicos gera felicidade, é o que revela um estudo conduzido pela Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, divulgado na última edição da revista Communication Research. Segundo os pesquisadores, isso ocorre porque o drama do longa chama a atenção para pontos positivos da vida do telespectador.

“Histórias trágicas geralmente abordam temas como amor eterno, e isso leva os espectadores a pensarem sobre seus próprios entes queridos”, diz Silvia Knobloch-Westerwick, principal autora do estudo. Quanto mais as pessoas recordam de seus amores ao assistirem a esses filmes, maior é a alegria.

A análise acompanhou 361 universitários que assistiram a uma breve versão do filme Desejo e Reparação, de 2007. Antes e depois da apresentação do longa, os participantes foram submetidos a diversas questões que avaliavam o quanto eles estavam felizes com sua vida. E mais, ainda precisaram responder, antes, depois e três vezes durante o filme, em que condição estavam suas emoções naquele momento.

Ao final de tudo, os estudantes tiveram que qualificar o quanto gostaram do filme e anotar sobre como ele havia levado a pensar sobre eles mesmos, seus anseios, seus objetivos e a vida em geral. “O que as pessoas escreveram como resultado do filme foi a chave para entender por que os indivíduos gostam de ver filmes dramáticos”, diz Knobloch-Westerwick.

Os relacionamentos são as principais fonte de felicidade na vida dos seres humanos.

De acordo com os pesquisadores, aqueles que evidenciaram uma crescente tristeza enquanto observavam ao vídeo foram mais predispostos a escrever sobre pessoas reais com eles haviam tido algum tipo de relacionamento. Isso fez com que o grau de felicidade desses participantes fosse aumentado após a exibição do vídeo. “As pessoas parecem usar dramas como uma forma de refletir sobre os relacionamentos importantes de sua própria vida. Isso pode ajudar a explicar por que filmes tristes são tão populares, apesar da tristeza que induzem momentaneamente”, conta ela.

Os pesquisadores ainda mediram a hipótese de que as pessoas ficam mais felizes depois de um filme trágico porque eles relacionam os personagens do longa a si próprios – e se sentem bem com isso, já que, suas vidas são melhores que as de muitas pessoas. No entanto, essa declaração é não verdadeira. As pessoas que afirmaram pensar sobre si mesmo depois do vídeo, em vez de pensar sobre seus amores, não aparentaram estar felizes. Isso significa que, as ,”tragédias não aumentam a felicidade por fazerem os espectadores pensarem em si, mas sim porque ajudam essas pessoas a dar mais valor a seus próprios relacionamentos”, explica a pesquisadora.

Mas por que é necessário ficar deprimido por ver uma vida dramática para poder se sentir grato por seus relacionamentos? “As emoções positivas são geralmente um sinal de que está tudo bem, você não precisa se preocupar, nem pensar sobre as questões da vida. Mas as emoções negativas, como a tristeza, fazem você pensar mais criticamente sobre a sua situação”, conta Knobloch-Westerwick . O estudo ainda diz que os relacionamentos são, em geral, a principal mina de felicidade na vida dos seres humanos, por isso pensar sobre eles deixam as pessoas mais alegres.

Outros artigos

Lugares para passar réveillon 2015

04/08/2014

Lugares para passar réveillon 2015

Está em busca de lugares para passar réveillon 2015? Então, não deixe de conferir a lista de sugestões que preparamos na matéria a seguir, trazendo uma série de dest...

Pés e mãos inchadas: o que fazer

08/03/2012

Pés e mãos inchadas: o que fazer

[caption id="attachment_406595" align="aligncenter" width="460" caption="Saiba o que fazer para se livrar do inchaços das mãos e pés."][/caption] O inchaço, que r...