Filho de Eike Batista atropela e mata ciclista

O filho mais velho do empresário Eike Batista atropelou e matou um ciclista no último sábado (17). Thor, de 20 anos, estava dirigindo a…

Thor Batista com o seu pai, o empresário milionário Eike Batista.

O filho mais velho do empresário Eike Batista atropelou e matou um ciclista no último sábado (17). Thor, de 20 anos, estava dirigindo a sua Mercedes SLR McLaren no Rio de Janeiro quando atingiu Wanderson Pereira da Silva, de 30 anos, um ajudante de caminhoneiro que andava de bicicleta na Rodovia Washington Luís.

Entenda o caso

Ao ser atingido pelo carro de Thor, Wanderson morreu na hora devido ao grande impacto do acidente. O corpo do ciclista ficou dilacerado e necessitou de reconstituição para ser enterrado. De acordo com uma tia da vítima, Eike Batista pagou R$ 8.000 para o sepultamento do rapaz. O filho do empresário prestou socorro no momento do acidente e foi submetido ao teste do bafômetro, que não constatou presença de bebida alcoólica no seu organismo.

O carro de Thor depois do acidente.

Thor Batista pode ser indiciado por homicídio culposo, mas o pai do jovem afirma que o acidente não foi culpa do filho. Em declaração, Eike disse que vai prestar toda a sua solidariedade e assistência à família do rapaz morto na Rodovia e lamenta profundamente pela fatalidade. No entanto, os familiares do ciclista estão dispostos a processar Thor.

Segundo o grupo EBX, que pertence ao milionário Eike Batista, o ciclista estava atravessando a pista inadvertidamente quando Thor diria o carro dentro da velocidade permitida pela pista, de até 110 Km/h. Mas, esta versão dos fatos está sendo contestada pelo advogado da vítima, que busca testemunhas para provar a sua tese dos fatos.

A Polícia Rodoviária Federal considerou o atropelamento como homicídio culposo (quando não há intenção de matar), mas caso seja provado que o conversível de Thor estava em alta velocidade, o crime vai se transformar em doloso. A família de Wanderson Pereira da Silva já contratou um advogado para cuidar de maiores detalhes.

Wanderson Pereira da Silva, ciclista morto no atropelamento.

Enquanto na versão de Thor Batista o ciclista teria cruzado a pista, o advogado da família do rapaz afirma que não havia motivo para isso, já que Wanderson residia naquele lado da estrada e pedalava pelo acostamento. Um dos indícios que apontam um atropelamento ‘de frente’ é o fato do coração do ciclista ter parado dentro do carro.

Leia Também:  Como Construir Uma Adega em Casa - Dicas

Duas realidades diferentes

Thor Batista é filho de um dos homens mais ricos do mundo, segundo o ranking da Revista Forbes, sendo herdeiro de uma fortuna estimada em US$ 30 bilhões. Já Wanderson Pereira da Silva, morto no acidente, foi abandonado pela mãe aos oito anos de idade, não conheceu o pai e sua tia foi responsável por sua criação. Além de ajudante de caminhoneiro, o rapaz também fazia bicos como operário.

 

Top