Férias em praias eleva câncer de pele em britânicos

Férias em praias eleva câncer de pele em britânicos

Férias em praias eleva câncer de pele em britânicos segundo pesquisa. Os britânicos com idade acima dos 65 anos possuem sete vezes mais chances…

Por Élida Santos em 07/04/2015

Férias em praias eleva câncer de pele em britânicos segundo pesquisa. Os britânicos com idade acima dos 65 anos possuem sete vezes mais chances de ter um câncer de pele do que há 40 anos. Segundo o levantamento a motivação do aumento dessa doença tão temida acontece em decorrência da exposição ao sol sem proteção na praia, destino recorrente para muitos britânicos nas férias. A pesquisa foi realizada pelo centro de pesquisa Cancer Research UK.

Férias em praias eleva câncer de pele em britânicos (Foto: Divulgação)

Leia mais informações sobre: Conheça a pílula contra câncer de pele

Férias em praias eleva câncer de pele em britânicos

Férias em praias eleva câncer de pele em britânicos e essa pesquisa pode ajudar a alertar as pessoas da necessidade do filtro solar. De acordo com uma pesquisa divulgada recentemente o centro de pesquisa declara que os homens dessa faixa etária têm dez vezes mais probabilidades de desenvolver o melanoma maligno do que a geração de seus pais, enquanto nas mulheres essa chance é cinco vezes maior.

Câncer de pele, confira (Foto: Divulgação)

Aumento assustador de pessoas com câncer de pele

As informações sobre esses dados alarmantes são do Cancer Research UK e indicam que uma média de 5.700 pessoas com idade acima de 65 anos são diagnosticadas por ano com o melanoma nocivo no Reino Unido, comparada com a média de 600 nos anos 70. O uso do filtro solar deve acontecer diariamente para a proteção do sol, mas nas praias, estar exposto ao sol nos momentos recomendados para se expor, ou seja: até às 10 da manhã e depois e após às 16h.

Veja o aumento do câncer de pele (Foto: Divulgação)

Aparência bronzeada e facilidade de comprar pacotes de viagens para praias

A organização responsável por essa pesquisa acredita que é muito provável que o aumento dos casos nos últimos anos relacionados ao câncer de pele “esteja ligado aos efeitos do ‘boom’ dos pacotes de férias baratos dos anos 60 e o desejo de ter uma aparência bronzeada à custa de se queimar”.

Cuidado com as manchas (Foto: Divulgação)

Saiba mais informações sobre: Câncer de pele: perguntas frequentes

Vermelhão na pele mostra risco de câncer

Ter queimaduras solares uma vez a cada dois anos pode triplicar o risco de sofrer com o câncer e a vermelhidão da pele é um indício do dano causado pelo excesso de exposição ao sol, de acordo com a pesquisa. Os especialistas ressaltam que os efeitos do sol são acumulativos e isso ao longo dos anos que causa o câncer.

Top