Feminino-Masculino-Feminino

No mundo globalizado que vivemos hoje, todos os dias aparece alguma coisa pra mexer com os nossos conceitos. Foi assim que a reagimos com…

No mundo globalizado que vivemos hoje, todos os dias aparece alguma coisa pra mexer com os nossos conceitos. Foi assim que a reagimos com o estilo andrógino que apareceu no final da década de 1970. Nessa época, a androginia surgiu um pouco mais calminha, quando Diane Keaton apareceu com roupas masculinas no filme Annie Hall. Tudo bem que, uma mulher usar calças largas, jaquetas masculinas, gravatas, camisas brancas com as mangas enroladas, coletes masculinos e chapéus de feltro não era lá muito comum naqueles tempos, mas em comparação ao que vemos atualmente, isso era mais light, sim.

Diane Keaton

Enfim, isso foi o pontapé para a popularização do look andrógino. Esse estilo mostrou que não só a consciência da mulher despertou para o feminismo, como o que sentiam em relação às roupas e lingerie não era mais tido como estratégia de sedução, mas as regras de atração entre os sexos mudaram completamente.

Esse estilo andrógino foi tão revolucionário, que Giorgio Armani (naquela época estava em ascensão), em pessoa, afirmou que o look daquele personagem o inspirara diretamente e ainda completou dizendo que achava uma mulher vestindo um casaco masculino tão sexy quanto uma usando um vestido de gala. Arrasou, Armani!

Na década de 1980, esse estilo de se vestir virou um uniforme para as mulheres bem-sucedidas profissionalmente, quando, ao usá-lo, elas se igualavam aos homens e impunham respeito no ambiente de trabalho. Só assim para as mulheres serem levadas a sério de vez no mundo dos negócios, que era praticamente composto por todos os homens. Mas esse lado masculino e feminino que vigorava, também escondia uma parte bem sedutora por baixo daquelas roupas todas.

Leia Também:  Modelos de Botas Timberland

Atualmente, ainda podemos ver a androginia em mulheres e em como se vestem, mas também encontramos na indústria da moda e no cinema. Essa característica física da androginia está em alta no mundo fashion, veja o modelo sérvio Andrej Pejic. Ele tem traços femininos, mas é um garoto, e em vários editoriais de moda ele aparece vestido como mulher. Fazendo um adendo, este modelo foi eleito uma das mulheres mais sexys do mundo, pela revista masculina FHM. Tem pra todo mundo, minha gente!

Tilda Swinton

Em relação à indústria do cinema, nenhuma outra atriz me vem à cabeça senão Tilda Swinton. Essa atriz britânica interpretou um anjo no filme Constantine, e realmente conseguiu confundir as pessoas. Tilda fez vários editoriais para revistas usando e abusando da sua androginia. Sem contar que ela é super elegante, né?

O estilo andrógino implica que a sexualidade vem em primeiro lugar na mente, e que exceto alguns detalhes biológicos, as diferenças entre o homem e a mulher são meramente culturais, e que podemos, sim, mudar com uma peça de roupa. É o poder da androginia.

O estilo andrógino reforça o fato de que, em nossa mente, a sexualidade está em primeiro plano, e que homens e mulheres, com exceção de alguns fatores biológicos, possuem diferenças e estas são meramente culturais, e que podemos, sim, mudá-las com uma troca de roupa. É o poder da androginia.

 

Top