Faustão é acusado de ato racista contra dançarina de Anitta

No último domingo, 27 de abril, o apresentador Fausto Silva, de 63 anos de idade, fez um comentário infeliz sobre o cabelo de uma…

No último domingo, 27 de abril, o apresentador Fausto Silva, de 63 anos de idade, fez um comentário infeliz sobre o cabelo de uma das dançarinas de Anitta. Faustão falou que a moça teria o cabelo de vassoura de bruxa e a partir disso, começou a ser acusado de racismo.

Faustão falou mal do cabelo de dançarina de Anitta (Foto: Divulgação)

Leia também: Contrato impede Anitta de ficar rica

Faustão falou que não é racista

Depois do tamanho da polêmica o apresentador da Rede Globo disse que não foi um comentário racista e sim uma brincadeira.  “Brinquei falando que o cabelo era estilo ‘vassoura de bruxa’ porque era um cabelão vermelho. Algumas pessoas que querem transformar a internet em penico começam a achar que aquilo foi racismo. Absolutamente. Até porque ninguém mais do que eu, ao longo desses últimos 30 anos, fala quase todo domingo que caráter, competência e talento não têm nada a ver com a cor da pele, orientação sexual, opção religiosa, ter ou não ter dinheiro ou partido político”, disse Fausto Silva sobre o caso.

“Trabalha comigo gente da raça negra. Gente com 10, 20 anos [de Globo]. Acha que se eu tivesse esse comportamento essa gente estaria comigo?”, explicou Faustão.

Jovem falou do caso nas redes sociais (Foto: Divulgação)

Dançarina de Anitta disse que se ofendeu com Faustão

Logo depois do ocorrido com Faustão há uma semana, a dançarina Arielle Macedo escreveu nas redes sociais: “Se me ofendi? Claro. Apelidos são o que mais recebo por aí. O cabelo é meu, a vida é minha e me acho linda. Isso é o mais importante! Não me deixo oprimir por nada e nem pela opinião de ninguém”, após a polêmica crescer ela retirou o post das redes sociais.

Continuar Lendo  Mario Frias e esposa apostam no acroyoga

Saiba mais sobre: MC Anitta sem maquiagem: fotos

A Rede Globo divulgou uma nota sobre o assunto e defendeu o jeito brincalhão de Faustão. “O apresentador sempre foi conhecido pelo seu bom humor e sua irreverência. Durante todos esses anos, seu programa ajudou a divulgar campanhas e ações pautadas na ética, na promoção e no respeito à diversidade. E sempre repudiou qualquer ato de racismo ou discriminação”, disse em nota.

Top