Falso cirurgião aplicava cimento em pacientes na Flórida

Diversas pessoas denunciaram um falso médico que realizava cirurgias plásticas aplicando cola e cimento em lábios, bochechas e glúteos,  informou ontem (29), a polícia…

Diversas pessoas denunciaram um falso médico que realizava cirurgias plásticas aplicando cola e cimento em lábios, bochechas e glúteos,  informou ontem (29), a polícia de Miami Gardens, na Flórida.

“Várias vítimas (do autodenominado médico) Oneal Ron Morris, muitas delas transexuais, continuam telefonando, embora por enquanto sejam dois os casos confirmados”, disse William Bamford, portavoz do Departamento de Polícia de Miami Gardens.

William divulgou que o suposto médico – transexual – e seu auxiliar Corey Alexander Eubank, foram soltos depois de pagar fiança de cerca de US$ 5.000, depois de terem sidos apreendidos na semana passada.

O médico realizava operações em pessoas que desejavam aumentar os lábios, bochechas e glúteos em dormitórios de hotel e residências no sul da cidade.  No procedimento, utilizavam materiais industrializados, como cola, cimento e conteúdos tóxicos, os quais colocaram em perigo a vida de diversas vítimas.

O próprio Morris, que de acordo com a imprensa local estava em processo de mudança de sexo, tentou aprimorar a aparência com estes materiais que desfiguraram seus quadris e glúteos.

(Imagem: Foto divulgação)

Até o momento, o médico, de 30 anos, é acusado de exercício ilegal da medicina e lesão corporal grave.

Reconstrução

“O procedimento cosmético com o qual quis aumentar os lábios, levantar as bochechas e preencher o queixo está custando agora um trabalho de reconstrução com outro cirurgião plástico”, disse Rajee Narinesingh um dos transexuais vítimas de Morris

“Tive que acabar fazendo uma cirurgia”, disse Narinesingh ao canal local CBS4 na noite de segunda-feira, quando divulgou  que ainda não prestou denúncia à polícia, porém que a fará em breve.

“Nós continuamos investigando, tentando confirmar que os casos que estão chegando até nós estão relacionados com este suposto doutor”, disse o representante da polícia.

Leia Também:  Secadores de cabelos a menos de 100 reais: preços, onde comprar

Top