Faculdade ensina usar ervas medicinais

O SUS no ano de 2007 começou a fazer uso de fitoterápicos. Espinheira Santa (Maytenus ilicifolia),   Guaco (Mikania glomerata) são pagos com recursos…

O SUS no ano de 2007 começou a fazer uso de fitoterápicos. Espinheira Santa (Maytenus ilicifolia),   Guaco (Mikania glomerata) são pagos com recursos do Ministério da Saúde, e estão sendo distribuídos em alguns estados,  feitos a base de matérias-primas ativas vegetais.

Acabou que surgiu um projeto de uma faculdade do Distrito Federal, ensinar os segredos das plantas a líderes comunitários. Os conhecimentos herdados por nossos avós e comprovados pela ciência, são repassados através de uma linguagem simples uma vez por mês a líderes comunitários que sucessivamente passam essas informações para os que precisam de ajudam e não têm condições de comprar um medicamento.

Os alunos da faculdade aprenderam a usar ervas para extinguir piolhos a amenizar o câncer. Desvendaram alguns mitos que suco de maracujá, não é calmante e sim suas folhas. Mas existem cuidados que devemos ter mesmo com plantas, não é porque é natural que não existe contra-indicações.

Veja algumas contra-indicações:  a Gincobiloba, se ingerido com comprimido A.A.S, pode ocasionar sangramento. Uma erva que pode diminuir o efeito de hipertensivos e anticoncepcionais é a Erva de São Jorge, considerada como um antidepressivo natural.

Não usar mais de três ervas ao mesmo tempo, o que pode acarretar intoxicação. Mais um alerta, crianças com menos de três anos de idade não devem tomar nenhum chá.

Uma receita de xarope de abacaxi (expectorante):

– Açúcar Mascavo – 1 copo;
– Abacaxi com a casca cortado em pedaços pequenos;
– cravo da índia – uma colher de chá;
– Em fogo baixo cozinhe todos os ingredientes em banho-maria;
– Conservar em frasco escuro e deixe por 5 dias na geladeira.

Como tomar esse xarope caseiro: crianças de 3 a 5 anos – uma colher de chá 3 vezes/dia, Para maiores e adultos, uma colher de sopa 3 vezes/dia.

plantas medicinais- sus - fitotrapia


Top