Exposição de Arte em SP

São Paulo é o cenário perfeito para muitas exposições, portanto você que adora esse tipo de programação pode escolher o que mais lhe agrada…

São Paulo é o cenário perfeito para muitas exposições, portanto você que adora esse tipo de programação pode escolher o que mais lhe agrada através de muitos jornais, ou mesmo por meio da internet, reservei um espaço exclusivo nessa matéria para indicar as exposições que estão acontecendo em São Paulo no metrô, confira e se o interessar de uma passada por lá, pois cultura é sempre bem vinda para nosso enriquecimento pessoal.

Para os Passageiros e visitantes que passam geralmente com muita pressa pelo no metrô paulistano, muitas vezes nem dá tempo para aproveitar o passeio nos trens metropolitanos, portanto aproveite a oportunidade do fim de semana é confira mesmo de passagem, as chamadas linhas de cultura da malha metroviária.

Nos dias de hoje as estações de metrô da cidade de São Paulo possuem 17 exposições de arte temporárias, além de duas mostras fixas como a do Ipiranga: “O Bairro do Grito”!  na estação Alto do Ipiranga, e “Santo Amaro”, na estação Largo Treze.

Além dessas exposições você ainda pode contar com a mostra fotográfica em cartaz na estação Santa Cruz que destaca o olhar do americano Andreas Feininger (1908-1999), consagrado na revista Life, com reproduções de suas fotos na cidade de Nova York. Confira também as 93 fotografias na exposição de Feininger, pela primeira vez na América Latina, no museu Lasar Segall.

A estação Brás tornou-se vitrine para a coleção de cartazes históricos das principais exposições do acervo do Masp, com pôsteres ilustrados por obras clássicas, como a tela “O Escolar”, de Vincent Van Gogh (1853-1890).

Baseado no livro “Miro: Artesão da Luz”, de José Fujocka, a mostra realça o papel do fotógrafo Azemiro de Sousa, conhecido como Miro, na moda e na publicidade, revisitando a trajetória do artista desde a década de 1970.

Continuar Lendo  Ingressos para Flip 2012: preços, onde comprar

A estação Vila Madalena expõe fotografias de J. Andrade, legendadas com a obra “O Guarani”, de José de Alencar. A mostra enfatiza a vida na Terra Guarani Tenonde Porã, a maior aldeia indígena imersa na cidade de São Paulo.

Com curadoria de Regina Silveira, a vitrine da estação Trianon-Masp é painel para operações artísticas, como as ilustrações “Paisagens Artificiais”, de Raquel Vendruscolo, e as estruturas de “Desenho: Vitrine”, de Renato Pera.

A mostra itinerante conta com 14 charges criadas pelo artista José de Carvalho, o Zeca, que ilustram o livro “Tristezas Não Pagam Dívidas”, da jornalista Mara Luquet, que trata da questão contemporânea da economia com bom humor.

A partir de hoje dia 27/05 a estação Paraíso reúne monstros famosos, cultura pop e histórias em quadrinhos em uma linha do tempo sobre a ficção científica britânica. A exposição multimídia compõe o projeto Encontros, parte do 15º Festival Cultura Inglesa, com sessões gratuitas de filmes clássicos, como “Frankenstein”, com Boris Karloff, e “2001 – Uma Odisséia no Espaço” de Stanley Kubrick.

Na esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação, a passagem subterrânea acolhe a instalação com materiais reciclados da artista Lie Caseiro.

Para maiores informações acesse o link: http://guia.folha.com.br/passeios/ult10050u920233.shtml, pois algumas exposições são gratuitas e outras não. Confira também o horário das apresentações, pois cada uma tem seu horário de pré estabelecido.

Top