Exercícios para Inverno Dicas

O inverno é uma estação onde costumamos mudar nossos hábitos. Não oferecendo um clima comum na maioria das regiões brasileiras, acaba sendo tempo de tirar os agasalhos do fundo do armário e de querer curtir aquela preguicinha básica da estação mais fria do ano. O problema é que alguns hábitos não devem ser mudados, e entre eles está a prática de exercícios físicos.

Seja para emagrecer, manter o peso ou pelo simples fato de por o corpo em movimento, eles continuam tão necessários quanto filtro solar em dia com céu nublado: imprescindível. E tá, ok, pode não ser lá muito animador fazer exercícios no frio, mas convenhamos que o clima é bem mais interessante para isso do que fazer a mesma coisa em um calor de rachar. Neste caso, é melhor se mexer, afinal as calorias dos chocolates e outras comidinhas calóricas típicas de inverno não se queimam sozinhas.

Veja só algumas dicas para não deixar dúvidas sobre as atividades físicas no frio:

Quais os melhores exercícios para o inverno?


Os exercícios mais recomendados são os aeróbios de intensidade moderada, como por exemplo caminhadas, bicicleta, corrida e natação intercalados com musculação, sob intenção de manter ossos e musculatura fortalecidas e também suficientes para manutenção do peso já que no inverno não falta é pretexto para comer bem: apetite é o que não falta, não é mesmo?

Cuidados para se exercitar no inverno:

Alguns cuidados devem ser realmente tomados, mas também não é nada que destoe muito dos que já são habituais. Confira alguns deles:

– Roupas confortáveis: Se quando pretendemos nos exercitar, a tendência é escolher roupas adequadas, no inverno devemos procurar também nos manter aquecidos. É preciso começar o exercício agasalhado para depois retirá-lo e coloca-lo novamente conforme a necessidade e assim evitar hiportemia. A roupa adequada deve permitir a execução dos movimentos sem limitações.

– Aquecimento e alongamento: São procedimentos normais para a prática de qualquer exercício, mas que no inverno devem ter uma duração mais longa. Eles são feitos justamente para diminuir a sujeição da musculatura de nosso corpo à lesões e estiramentos, mais propensas quando ela não está devidamente aquecida. O tempo dedicada a elas deve aumentar, pois com o frio leva-se naturalmente mais tempo para que o aquecimento aconteça.

– Hidratação: De acordo com o Runner’s World, é preciso manter-se atento a hidratação, já que nesta época do ano o aumento da poluição e o ar seco não fazem nada bem para as vias aéreas superiores de nossos pulmões, sendo preciso molhar a boca ou ingerir algum líquido, ainda que em pouca quantidade: a cada cinco ou dez minutos de atividade física. Sem contar que mesmo no frio, ainda perdemos água devido a transpiração.

E então? Este post ajudou? Então prepare-se para mexer o esqueleto, mas lembre-se: caso esteja iniciando agora a vida saudável o indicado é procurar orientação profissional antes de começar qualquer tipo de treino, para que os exercícios possam ser realizados de forma adequada ao seu condicionamento físico.

Reply