Estudo comprova que parar de fumar engorda

Parar de fumar é um desafio, mas que traz diversos benefícios para a saúde. O indivíduo que abandona o tabagismo se sente mais disposto,…

Pesquisa comprova a hipótese de que parar de fumar engorda. (Foto:Divulgação)

Parar de fumar é um desafio, mas que traz diversos benefícios para a saúde. O indivíduo que abandona o tabagismo se sente mais disposto, não se expõe a tantos riscos de desenvolver problemas pulmonares, preserva o hálito puro e não representa perigo para as outras pessoas com o fumo passivo.

Mesmo com tantas vantagens, largar o cigarro pode fazer com que uma pessoa ganhe peso, como revela a pesquisa realizada recentemente por universidades europeias.

Saiba mais: Como parar de fumar definitivamente

Fumantes engordam ao largar o vício

Uma pesquisa realizada pela Universidade do Sul de Paris, na França, junto com a Universidade de Birmingham, na Grã Bretanha, revelou que parar de fumar resulta em ganho de peso. Embora a renúncia ao tabagismo traga diversos benefícios para a saúde, o ex-fumante pode engordar entre quatro e cinco quilos no primeiro ano sem cigarro. Os resultados do estudo foram publicados na última terça-feira (10) no site do periódico British Medical Journal (BMJ).

Para confirmar a hipótese já existente de que ‘parar de fumar engorda’, os pesquisadores franceses e britânicos reuniram os dados de 62 estudos anteriores sobre o ganho de peso e tabagismo. Após analisar as informações, eles concluíram que, de todos os ex-fumantes, 37% engordaram em média cinco quilos, 34% aumentaram o peso em até dez quilos e 13% estavam com mais dez quilos acima do peso. Somente 16% dos participantes conseguiram emagrecer depois de abandonar o vício.

37% engordaram em média cinco quilos e 34% aumentaram o peso em até dez quilos. (Foto:Divulgação)

O estudo revelou que 84% dos ex-fumantes engordaram, independente do tipo de terapia adotada ou nível de preocupação com o ganho de peso. Entretanto, os pesquisadores também descobriram ao avaliar os dados, que os participantes que se submeteram a reposição de nicotina engordaram menos. Isto aconteceu porque a substância usada no tratamento reduz a sensação de fome e também acelera o metabolismo.

Leia Também:  Móveis e utensílios de bambu na decoração

Os autores do trabalho, que avaliaram outras pesquisas, relataram que muitos fumantes se desencorajados a largar o cigarro por causa do medo de ganhar alguns quilos a mais. Entretanto, os pesquisadores recomendam combater o vício e contar com o aconselhamento de um profissional de saúde para evitar engordar.

Ex-fumantes brasileiros que ganharam peso

Entre os brasileiros, a balança pesou mais para as mulheres do que para os homens. (Foto:Divulgação)

De acordo com um estudo realizador pelo InCor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas), os ex-fumantes brasileiros também engordaram ao abandonar o tabagismo. Após avaliar 568 pessoas que ficaram um ano sem fumar, os pesquisadores constataram que 73% ganharam peso, em média 4,7 e 5,6 quilos, sendo que a balança pesou mais para as mulheres do que para os homens. A pesquisa do InCor também mostrou que 16% dos participantes conseguiram manter o peso, enquanto outros 11% emagreceram.

Embora o ganho de peso seja uma realidade na vida dos ex-fumantes, cerca de 85% acreditam que estão melhor de saúde e isso é mais importante do que alguns quilos a mais.

Veja também: Como parar de fumar sem engordar – dicas

Top