Estilo preppy: o que é, como usar

Você gosta de estilos mais conservadores de se vestir como saias na altura dos joelhos, suéteres e meias? E, no caso dos meninos, camisas…

Você gosta de estilos mais conservadores de se vestir como saias na altura dos joelhos, suéteres e meias? E, no caso dos meninos, camisas polo e calças de sarja? Se sim, o estilo Preppy pode ser uma alternativa para te vestir bem e com elegância. Inspirado nas roupas dos estudantes norte-americanos, na década de 1950, o termo deriva da palavra preparatory, em inglês, ou escola preparatória.

A personagem Rachel (Lea Michelle), do seriado Glee, é uma adepta do preppy (Foto: divulgação)

Peças sofisticadas, com um visual que remete a elite, compõem o estilo Preppy, além de roupas com estilo esportivo inspirado em esportes como o hipismo, o golfe, o tênis e o iatismo. Essa moda retorna com personagens de seriados americanos ambientados em escolas como “Gossip Girl”, “Glee” e “Split”.

Cintos, babados e detalhes de botões nas peças femininas da Lacoste (Foto: divulgação)

Para as meninas, saias de diversos modelos, como as plissadas e mais pesadas para o frio, suéteres, blazers, cardigãs e meias de fios mais grossos compõem o visual. Para os pés, sapatilhas, mocassins e sapatos oxford. Entre as marcas que mais investem nessa moda estão a Lacoste, que criou a camisa polo, Benetton, Tommy Hilfiger,  e Ralph Lauren.

Peças masculinas da Lacoste: para os rapazes elegantes e sofisticados  (Foto: divulgação)

Para quem gosta de inovar, vale misturar as roupas de estilo Preppy mais conservador, peças de corte clean, com bolsas e acessórios que remetem a uma moda vintage. Um exemplo é combinar a camisa, com um vestido de corte reto, sapatos clássicos como o mocassim e bolsas de alças mais longas. Até modelos mais fechados de rasteirinhas podem ser usados com saias e casacos na moda Preppy e dão mais leveza ao visual.

Esse jeito de vestir pode ser adequado para os jovens que querem renovar o uniforme escolar, com um modo próprio e elegante para ir à escola ou até mesmo à faculdade. Como esse visual é associado a elite, também remete ao estilo de “mauricinhos” e “patricinhas”, mas não é preciso ter muito dinheiro para abusar do Preppy. Apenas saber escolher as peças que mais combinam com você, mesmo as compradas em lojas de departamentos e montar seus próprios looks.

Leia mais: A moda da década de 1980

                        Moda Hi-low: tendências, dicas

 

 

Top