Esquecimento frequente: o que pode ser

É bastante comum encontrar pessoas se queixando de memória fraca e relatando diversos episódios embaraçosos em que não se lembravam de coisas importantíssimas e,…

É bastante comum encontrar pessoas se queixando de memória fraca e relatando diversos episódios embaraçosos em que não se lembravam de coisas importantíssimas e, às vezes, até mesmo muito simples.

O esquecimento frequente é um problema na vida de muitas pessoas. (Foto: divulgação)

Um prejuízo da memória é algo esperado em algumas situações, como no avançar da idade, doenças demenciais e até mesmo no caso de pessoas sob níveis elevados de estresse. Entretanto, na maioria das vezes a explicação para esse tipo de situação costuma ser bem mais simples. Fique por dentro do assunto e saiba o que pode causar esquecimento frequente.

Causas para esquecimentos frequentes

  • Deficiência de vitamina B12

A vitamina está intimamente relacionada com uma boa memória e pode ser encontrada em alimentos como peixes, leite e carnes. Por isso é importantíssimo tomar bastante cuidado, especialmente indivíduos veganos, que devem repor essa vitamina através de suplementos;

  • Hipertensão

Níveis pressóricos anormalmente elevados podem ser responsáveis pela degradação da memória e do raciocínio. Isso ocorre porque há obstruções nos vasos que irrigam o cérebro, fazendo com que o sangue circule mais lentamente e com muito mais dificuldade, afetando algumas o funcionamento das células de algumas regiões;

  • Tireoideopatias

Os problemas na tireoide são problemas que frequentemente provocam sintomas como depressão e ganho de peso, além de perda da memória. A falta de tiroxina, que ocorre no hipotireoidismo, muda a taxa de funcionamento celular de todo o organismo, fazendo com que o cérebro funcione mais devagar. O tratamento é simples e consiste na reposição hormonal, que sempre deve ser orientada por especialista;

Muitas vezes o esquecimento é mais fácil de ser tratado. (Foto: divulgação)

  • Menopausa
Leia Também:  Dicas para fazer o bebê dormir

Conforme vai diminuindo os níveis dos hormônios femininos, como o estrógeno, algumas mulheres podem experimentar os desagradáveis sintomas da perda de memória. Mulheres menopausadas perdem o efeito protetor do estrogênio sobre os neurotransmissores, mas esse prejuízo não é permanente e pode ser facilmente revertido com a terapia de reposição hormonal;

  • Depressão

A depressão é uma doença que está ligada à níveis inadequados de norepinefrina e serotonina, dois neurotransmissores importantíssimos para o adequado funcionamento cerebral. A falta dessas substâncias podem causar problemas de memória, e tratando a depressão, é possível amenizar os sintomas de esquecimento;

  • Uso de álcool

O álcool é capaz de intoxicar o hipocampo, a região encefálica que solidifica a lembrança. Por isso que o uso frequente de álcool pode acabar prejudicando a memória, e por isso deve ser feito com moderação.

O álcool é capaz de causar lapsos de memória. (Foto: divulgação)

O esquecimento frequente é uma queixa bastante comum nos consultórios médicos, e nem sempre é o resultado de estresse e Alzheimer, como a maioria das pessoas costuma imaginar. A solução para o problema pode ser muito mais simples do que se imagina.

Top