Espremer espinhas: riscos

As espinhas são as maiores inimigas da estética e da boa aparência, principalmente na adolescência, onde o desequilíbrio hormonal afeta diretamente na aparição das…

As espinhas são as maiores inimigas da estética e da boa aparência, principalmente na adolescência, onde o desequilíbrio hormonal afeta diretamente na aparição das temíveis marquinhas no rosto e no corpo.

Confira alguns tratamentos caseiros para as espinhas.

Além das maquinhas, espremer as espinhas ocasionam sérios problemas de pele (Foto: Divulgação)

Entretanto, de forma contrária ao recomendado, muitas pessoas não pensam duas vezes antes de espremer uma espinha, ignorando os inúmeros problemas que isso traz no decorrer do tempo. Por isso, nesta matéria versaremos acerca dos riscos ao espremer uma espinha, que além de marcar a pele, podem ocasionar problemas mais graves. Saiba mais:

Espremer espinhas abre os poros para as bactérias

Tudo começa com os pontinhos pretos, os quais chamamos cravos. Eles acabam infeccionando e dando origem às espinhas que, por dilatarem os poros e ficarem com uma aparência muito grosseira, fazem incontestavelmente as pessoas espremerem-nas rapidamente.

Quando as bactérias adentram na pele, muitos problemas mais sérios são ocasionados (Foto: Divulgação)

Todos nós temos bactérias na pele, que vivem não somente no próprio rosto, como também nas unhas e em todo o corpo. Ao espremer uma espinha abrimos uma possibilidade de que essas bactérias adentrem e causem um problema comumente chamado de “furúnculos”, que deixa o rosto inchado e demanda por um tratamento médico específico. Por isso, ao ver que as espinhas andam aparecendo com frequência, procure imediatamente um médico.

Uma espinha mal espremida pode virar um cisto

Quando uma pessoa decide espremer as espinhas sem tomar as devidas providencias de higiene, como evitar o contato com a pele através de um algodão entre os dedos, etc., pode ocorrer o rompimento da espinha nas camadas mais profundas da derme, aumentando ainda mais a infecção.

Espremer espinhas causa o rompimento da pele em suas camadas mais profundas (Foto: Divulgação)

O resultado disso, além de permitir a entrada das bactérias, são as cicatrizes, que demandarão de procedimentos estéticos de alto padrão para removê-las.

Leia Também:  Alimentos sem glúten emagrecem quanto?

Por fim, para evitar os riscos de espremer espinhas, o fundamental é sempre cuidar de sua alimentação, da pele e regularmente fazer exercícios físicos para liberar o excesso de toxinas e gorduras presentes no organismo. Lembre-se de beber muita água e ter cuidados especiais de limpeza caso as terríveis marquinhas da adolescência resolvam aparecer.

Leia também: Alimentos que ajudam a evitar o acne.

Top