Esportes garantem mais seis ouros para o Brasil no Pan

Definitivamente, o desempenho da delegação brasileira nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara está entre os melhores do país na história da competição. Com conquistas inéditas,…

A bela Ana Claudia Lemos deixou o dia brasileiro ainda mais bonito em Guadalajara

Definitivamente, o desempenho da delegação brasileira nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara está entre os melhores do país na história da competição. Com conquistas inéditas, os atletas do Brasil já garantiram 39 medalhas de ouro, mantendo a segunda colocação no quadro geral de medalhas, à frente de Cuba, dona de 37 ouros. O feito deste ano já faz os brasileiros sonharem em superar o recorde obtido na última edição do Pan, quando a delegação encerrou a competição com 52 medalhas douradas.

Nesta quinta-feira, o México foi pintado de verde e amarelo. Nada menos do que seis medalhas de ouro foram conquistadas pelos brasileiros no judô, atletismo, ginástica artística e levantamento de peso.

O dia de consagração do Brasil começou com a exibição impecável de Diego Hypolito, na ginástica artística. Com a nota de 15.800, o ginasta faturou o bicampeonato pan-americano no solo. Diego deixou para trás o chileno Enrique González (15.625), e o porto-riquenho Alexander Rodriguez (14.900).

Já no estádio Telmex de Atletismo, o primeiro destaque brasileiro do dia foi Marílson dos Santos, que sobrou na final dos 10.000 metros masculinos e se sagrou campeão pan-americano, com o tempo de 29m00s64. Os mexicanos Juan Carlos Romero, com 29m41s00, e Giovani dos Santos, com 29m51s71, ficaram com prata e bronze, respectivamente.

O segundo feito brasileiro do dia no atletismo carrega o nome de Ana Claudia Lemos da Silva. Em uma disputa emocionante na final dos 200m feminino, a brasileira superou a jamaicana Simone Facey no fim da prova e garantiu a medalha de ouro para o Brasil. Ana Claudia terminou o trajeto com 22s76, contra 22s86 da jamaicana. A dominicana Mariely Sancrez Hichez ficou com o bronze ao terminar a prova com 23s02.

Leia Também:  Dicas Esportes Radicais Para o Verão

Brasil mantém a tradição no tatame

No tatame, os judocas brasileiros confirmaram o favoritismo e mantiveram a tradição do país na modalidade. Com golpes precisos, Tiago Camilo derrotou o cubano Asley Gonzales Montero, por ippon, e ficou com o título de bicampeão pan-americano, na categoria até 90 kg. Ainda no Ginásio Code II, quem também colocou o Brasil no degrau mais alto do pódio foi Leandro Guilheiro. Na decisão, Leandro venceu o porto-riquenho Gadiel Miranda, também por ippon, e ficou com a medalha dourada.

Teve ouro até no levantamento de peso

De maneira surpreendente, o jovem Fernando Reis assegurou a medalha dourada para o Brasil nas competições do levantamento de peso, categoria acima de 105 kg. No total, o brasileiro levantou 410 quilos, ficou com o primeiro lugar e, de quebra, ainda estabeleceu novos recordes pan-americanos no arranque, no arremesso e no geral. O venezuelano Yoel Morales levou a prata e o canadense George Kobaladze faturou o bronze.

Top