Esporão: saiba mais, tratamento

As dores no calcanhar são queixas bastante frequentes na população, afetando mais de 1 milhão de brasileiros anualmente. Entretanto, o que muita gente desconhece é que o…

Por Editorial MDT em 03/04/2013

As dores no calcanhar são queixas bastante frequentes na população, afetando mais de 1 milhão de brasileiros anualmente. Entretanto, o que muita gente desconhece é que o esporão de calcâneo pode ser o responsável por grande parcela dos casos de dor crônica nos pés. Confira mais sobre o assunto e saiba quais as formas de tratamento para esporão.

Confira dicas de como aliviar as dores do esporão.

A dor nos pés é um problema bastante comum. (Foto: divulgação)

O que é o esporão de calcanhar

O esporão de calcanhar, que recebe o nome técnico de fasceíte plantar, é uma inflamação do tecido conjuntivo que recobre os músculos da parte posterior do pé, de ocorrência bastante comum e que muitas vezes é diagnosticada tardiamente.

Para entender a causa do problema é muito importante relembrar que a planta do pé é composta por estruturas elásticas, representadas pelos músculos, bem como estruturas rígidas como a fáscia, que serve para potencializar o trabalho dos músculos flexores dos dedos, funcionando como uma alavanca. Na prática, o conjunto de músculos e fáscia funciona aumentando a eficiência do impulso durante a caminhada.

Quando ocorre um estresse muito intenso em determinada região do calcanhar, a fáscia é demasiadamente estirada e pode acabar sofrendo uma fissura e inflamando. O resultado é o crescimento de uma espícula óssea sobre o calcâneo, causando dor intensa do tipo pontada, que é desencadeada pelo impacto do pé ao solo.

Em decorrência da inflamação local, ocorre o crescimento de uma espícula óssea. (Foto: divulgação)

Causas do problema

Entre as principais causas de fasceíte plantar estão a retração do tendão de Aquiles, pés com curvatura muito acentuada, rígidos e pronados. De acordo com estudos, a incidência é significativamente maior entre as pessoas que trabalham em pé por longos períodos, bem como em portadores de sobrepeso.

A idade do paciente mantém íntima relação com o desencadeamento do quadro, e os indivíduos mais susceptíveis são as mulheres entre 40 e 50 anos, praticantes de esportes como caminhada ou corrida.

Tratamento

O tratamento para esporão inicialmente é ambulatorial e consiste na realização de exercícios que proporcionam o alongamento do tendão de Aquiles e da fáscia plantar. Também é possível utilizar palmilhas de silicone, capazes de beneficiar até 95% dos pacientes nas primeiras 8 semanas de tratamento.

Nos casos que não respondem a esse tipo de intervenção é possível optar por infiltração de corticoide na fáscia plantar ou uso de night splint, uma tela que imobiliza o pé e alonga a fáscia plantar durante a noite.

Saiba mais sobre o uso de palmilhas ortopédicas.

O uso de palmilhas de silicone pode ajudar a maioria dos casos. (Foto: divulgação)

O esporão de calcâneo é um problema comum que pode ser causado por vários fatores. Geralmente a grande maioria dos casos responde bem ao tratamento clínico, que é baseado no alongamento das estruturas do pé e prevenção da inflamação local, sendo que apenas 5% dos pacientes necessitam de intervenções cirúrgicas.

Top