Escritório compartilhado: como funciona

Trabalhadores autônomos e pequenos empresários encontraram uma nova alternativa para reduzirem os custos com a locação de imóveis. Muitos deles estão aderindo à ideia…

O escritório compartilhado é uma boa alternativa para quem quer abrir o seu próprio negócio e não tem dinheiro para o investimento inicial.

Trabalhadores autônomos e pequenos empresários encontraram uma nova alternativa para reduzirem os custos com a locação de imóveis. Muitos deles estão aderindo à ideia dos escritórios compartilhados, que se espalharam pelo país em 2011 e tornaram-se uma opção bastante viável para quem deseja fugir do home office ou possui uma empresa de estrutura compacta.

Já há locais do tipo em Curitiba, Campinas, cidades do interior de São Paulo e em outros municípios. Inicialmente, o coworking surgiu nas proximidades do vale do silício, onde três empresários do ramo de tecnologia ofereceram seus apartamentos a pessoas que estavam em busca de um local de trabalho. O esquema acabou dando certo, se expandindo para outros centros comerciais, até chegar ao Brasil.

Confira: Saiba quais são as vantagens e desvantagens de trabalhar em casa.

Vantagens

Os escritórios contam toda a infraestrutura necessária para que você possa dar início ao seu trabalho.

A vantagem do escritório compartilhado é que você não precisa se preocupar com os custos iniciais do seu negócio. O espaço já conta com toda a infraestrutura corporativa necessária para você dar início ao trabalho, oferecendo móveis, espaço para reunião, serviços de impressão, internet e muito mais.

Como muitas empresas “morrem” antes mesmo de nascerem por causa do investimento inicial, o coworking resolve esse problema. Outro benefício destacado pelos profissionais que oferecem este tipo de serviço é o networking, ou seja, as oportunidades de negócio que surgem a partir da relação diária entre os usuários.

Veja também: Coworking – espaços ideais para trabalhar.

Leia Também:  Comprovante CPF Receita Federal

Entretanto, é importante destacar que nem sempre esta interação dá resultado. Às vezes, as pessoas com as quais está compartilhando o escritório possuem um perfil muito diferente do seu, o que dificulta a sintonia. Por isso, antes de migrar para um espaço deste tipo, é importante saber quais são os escritórios disponíveis em sua cidade e que tipo de cliente eles atendem.

Preços

Em média, os valores do aluguel variam entre R$600 e R$1.000.

Geralmente, os coworkers (pessoas que trabalham neste ramo) cobram por hora ou, dependendo do usuário, uma taxa fixa por mês. Os valores do aluguel variam de acordo com a infraestrutura do local e a sua localização. Em média, os planos mensais estão entre R$600,00 a R$1.000,00, com direito a salas de reunião, cozinha, linha telefônica, lounge, armários e mais alguns serviços.

Os espaços disponíveis são destinados aos profissionais de diferentes áreas, como executivos, advogados, engenheiros, autônomos e freelancers do ramo das comunicações e tecnologia.

Conheça os escritórios compartilhados de sua cidade e região e invista no seu negócio.

Top