Escaras: como prevenir e tratar

As escaras são problemas muito comuns nos indivíduos acamados ou que necessitam de cuidados. Apesar de ser uma patologia muito frequente, poucas pessoas sabem…

As escaras são problemas muito comuns nos indivíduos acamados ou que necessitam de cuidados. Apesar de ser uma patologia muito frequente, poucas pessoas sabem como lidar com esse problema. O ideal é prevenir a ocorrência de úlceras de pressão, porém isso nem sempre é possível. Conheça mais sobre como prevenir e tratar as escaras.

Saiba como tratar feridas na boca. 

Aprenda a prevenir a ocorrência de escaras. (Foto: divulgação)

Aprenda mais sobre o significado das escaras

As escaras ou úlceras de pressão correspondem a uma lesão causada pela interrupção do fluxo de sangue em uma determinada área da pele. Elas geralmente acontecem em regiões do corpo em que há compressão do tecido, por exemplo em indivíduos acamados que ficam na mesma posição por muito tempo. Os locais mais comumente afetados são:

  • Região trocantérica (parte superior da coxa);
  • Região sacral;
  • Região isquiática;
  • Calcâneo;
  • Trinco;
  • Cotovelos;
  • Região posterior da cabeça.

Entre os indivíduos que apresentam maior chance em desenvolver o problema estão:

  • Idosos;
  • Paraplégicos;
  • Pacientes hospitalizados.

    As regiões onde possuem ossos proeminentes, são mais suscetíveis ao desenvolvimento de escaras. (Foto: divulgação)

Fases de evolução das escaras

A escara evolui em fases, indo do estado mais leve até o mais grave.

  • Estágio I – fase de hiperemia

Nesse primeiro momento observa-se a vermelhidão local, porém a pele continua intacta.

  • Estágio II – fase de falta de fluxo de sangue

Durante essa fase, a lesão começa a ser iniciada, ocasionando o comprometimento da pele que é manifestada como um abrasão ou uma bolha local.

  • Estágio III – fase de morte do tecido

Nessa fase, a lesão se estabelece, ou seja, houve dano tecidual e será necessário alguns cuidados especiais para evitar sua progressão.

  • Estágio IV – ulceração
Leia Também:  Cabelos com cores candy: dicas, fotos

Nesse estágio, se não houver alívio da pressão local, a escara tende a se aprofundar cada vez mais, promovendo a destruição de pele, músculos, chegando a expor os ossos.

Saiba como prevenir as escaras

Segundo especialistas, em torno de 95% das escaras podem ser evitadas através da adoção de atitudes básicas de cuidados. Conheça alguns deles:

  • Alívio da pressão local, em especial das áreas com ossos proeminentes;
  • Higiene e cuidados com a pele;
  • Suporte nutricional adequado;
  • Estimulação da circulação sanguínea.

Conheça o tratamento para a escara

O tratamento das escaras é baseado na realização de um curativo adequado. Para obtê-lo, é ideal:

  • Manter o nível de unidade adequado;
  • Remover o excesso de tecido morto;
  • Permitir troca de curativo sempre que possível;
  • Fornecer isolamento térmico;
  • Impedir que as bactérias cheguem até o local da lesão;
  • Ser isento de partículas e produtos tóxicos potencialmente contaminados;
  • Permitir a remoção do curativo sem causar piora da lesão local.

    Os idosos são muito predisponentes a desenvolver escaras. (Foto: divulgação)

As escaras são problemas que podem afetar a qualidade de vida do indivíduo debilitado. É essencial que as úlceras de pressão sejam prevenidas, de modo a colaborar com uma vida mais decente para aqueles que necessitam de cuidados especiais.

Conheça os primeiros socorros em caso de cortes. 

Top