Erros que não podem ser cometidos na redação do Enem

Erros que não podem ser cometidos na redação do Enem

Existem alguns equívocos muito frequentes nas redações, e por isso ocupam a colocação dos mais cometidos. Porém, eles acontecem somente por falta de conhecimento,…

Por Editorial MDT em 08/09/2013

Existem alguns equívocos muito frequentes nas redações, e por isso ocupam a colocação dos mais cometidos. Porém, eles acontecem somente por falta de conhecimento, uma vez informados, os estudantes não voltam mais a cometê-los. Saiba mais sobre o assunto e veja os erros que não podem ser cometidos na redação do Enem.

A prova de redação deve ser feita de acordo com as exigências pedidas. (Foto: divulgação)

Redação do Enem

A redação do Enem é decisiva para muitos estudantes e sua nota é usada na contagem de pontos para ingressar na faculdade. Ela deve ser escrita com cuidado e deve conter no máximo 30 linhas e no mínimo 7. O gênero exigido no Enem é o chamado dissertativo-argumentativo onde o candidato atua em uma posição e faz uso de argumentos para defender sua posição sobre o tema que foi proposto.

Os temas variam de acordo com a prova e os assuntos atuais que geram polêmica em todo o mundo, podendo ser de ordem social, politica, cientifica e cultural.  A redação pode sofrer algumas penalidades de acordo com os erros cometidos pelos candidatos na hora de escrever e desenvolver o texto, o que leva a descontar pontos na redação, reduzindo a nota final.

Os erros na redação do Enem podem ser evitados. (Foto: divulgação)

Erros que não podem ser cometidos na redação do Enem

1. Concordância: quando o sujeito aparece antes do verbo e gera a falta de concordância do mesmo com o sujeito.

2. Concordância nominal: quando o adjetivo e o substantivo são ligados ao verbo e não apresentam concordância.

3. Concordância verbal: o sujeito é colocado depois do verbo ou muito distante do mesmo.

4. Grafia e acentuação: os erros como letras minúsculas no inicio das frases, nome de lugares e pessoas também iniciados com letras minúsculas. Além da falta ou inadequação da acentuação.

5. Crase: uso de acentos em lugares indevidos e ausência de acentos que deveriam aparecer.

6. Períodos: a compreensão e o entendimento do texto são comprometidos pelo uso de períodos longos e incompletos, mutilados ou sem final.

7. Pontuação: uso de pontos em locais errados, fazendo com que seja mudado o sentido da frase.

8. Vírgula: uso inapropriado na separação do sujeito, objeto direto e indireto do verbo.

9. Gíria:linguagem informal usada que faz com que o vício falado apareça na escrita.

É preciso saber mais sobre a maneira correta de fazer a redação. (Foto: divulgação)

O candidato deve ter em mente o tema central para não fugir da proposta pedida na elaboração da redação do Enem. A fuga não é aceita, para isso existem os textos de apoio que colaboram com o desenvolvimento das ideias. Aposte nas dicas para não errar mais e fique atento para as novas regras de redação no Enem 2013.

Top