Erros comuns na hora de comprar um imóvel

Comprar uma casa não é uma tarefa nada simples, são muitas as dúvidas e armadilhas nas quais a pessoas podem cair se não tomarem…

Comprar uma casa não é uma tarefa nada simples, são muitas as dúvidas e armadilhas nas quais a pessoas podem cair se não tomarem cuidado. Alguns erros são pontuais e muito comuns na compra de um imóvel.  Para quem está pensando em adquirir um apartamento para morar, ou até uma casa, vamos das algumas dicas valiosas que certamente vão te livrar de algumas armadilhas.

Leia também: 10 dicas para conseguir comprar a casa própria

Desconfie de muitas facilidades (Foto: Divulgação)

Desconfie de condições de pagamento muito simples

Na hora de vender o produto alguns corretores estão mais interessados em garantir a sua comissão do que em serem sinceros com o comprador. Por isso, acabam dizendo para essas pessoas que o seu salário de R$ 1.000,00 é o suficiente para pagar um imóvel de R$ 179 mil. Na realidade, mesmo que você consiga financiamento, certamente encontrará dificuldades em honrar com o pagamento das parcelas. Condições de pagamentos muito fáceis devem despertar desconfiança. Observe o comportamento do mercado antes de fechar o “negócio do século”.

Mentir a renda para comprar um imóvel

Outro erro muito comum entre quem compra imóveis, principalmente, quem faz financiamentos, é mentir sobre a renda.  Na tentativa de conseguir uma liberação de financiamento maior, as pessoas acabam declarando uma renda acima do que realmente possuem. Essa prática é prejudicial, pois no final das contas você não conseguirá pagar a dívida assumida se não declarar corretamente o seu salário.

Não omita informações para conseguir benefícios (Foto: Divulgação)

Saiba mais sobre: As vantagens de comprar imóvel na planta

Falta de planejamento é problema para algumas pessoas que compram imóveis

Por mais que as condições de compra do imóvel oferecidas pelas construtoras sejam vantajosas, não deixe de fazer um bom planejamento financeiro, pois o financiamento do valor da residência vai comprometer a renda da família por muito tempo, e o ideal é que a prestação não comprometa mais de 30% da renda familiar. Muitas pessoas pecam nesse quesito e por falta de planejamento acabam perdendo a casa por falta de pagamento. Isso faz com que recursos materiais sejam perdidos nessa tramitação, além de causar desânimo por ver o sonho da casa própria virar um pesadelo.

Leia Também:  Seguros para casa - como contratar, preços

Top