Erros comuns de quem quer clarear os dentes

Apesar dos clareamentos dentais serem cada dia mais comum nos consultórios, ainda existe muitas dúvidas relacionadas com sua eficácia. Algumas pessoas acreditam que o…

Por Editorial MDT em 19/08/2013

Apesar dos clareamentos dentais serem cada dia mais comum nos consultórios, ainda existe muitas dúvidas relacionadas com sua eficácia. Algumas pessoas acreditam que o processo pode ser prejudicial para os dentes ou ainda danificar o esmalte. Saiba mais sobre o assunto e veja os erros mais comuns de quem quer clarear os dentes.

O clareamento dental deve ser feito corretamente. (Foto: divulgação)

Clareamento dental

O procedimento é muito utilizado por consumidores de classe média e alta no Brasil. O clareamento dental é feito através da aplicação de produtos químicos aplicados diretamente nos dentes e tem se tornado cada vez mais popular devido ao barateamento dos serviços. Mas o que deveria ser encarado como uma opção para tornar os dentes saudáveis e com um sorriso mais bonito tem preocupado cada dia mais os especialistas.

A venda indiscriminada dos produtos de clareamento podem causar sérios problemas à saúde dos indivíduos. O procedimento deve ser feito somente por profissionais especializados. Trata-se de uma terapia que quando feita com agentes químicos conhecidos como peróxidos, deve ser feito com cuidado, em doses e posologias indicadas para cada caso.

O clareamento dental feito de maneira incorreta pode prejudicar a saúde dos dentes. (Foto: divulgação)

Erros comuns de quem quer clarear os dentes

1. Um dos maiores erros dos indivíduos que querem clarear os dentes é fazer esse procedimento sem orientação profissional e atualmente esse produto pode ser usado indiscriminadamente, sem qualquer indicação do dentista. O primeiro pensamento é achar que usar um grande volume de clareador irá fazer com que sejam obtidos resultados mais rápidos, e é justo ai que começam os problemas.

2. Quanto mais concentrado for a solução clareadora e maior o tempo de uso, maiores serão os efeitos colaterais como irritação nas gengivas, sensibilidade dolorosa, danos no esmalte dos dentes e restaurações que terão de ser substituídas. Nas crianças e adolescentes, os efeitos de sensibilidade podem ser ainda mais intensos já que a polpa dentária é maior e o esmalte é permeável.

3. Muitas pessoas pensam que os dentes ficaram brancos em apenas uma sessão com terapia clareadora que são oferecidas sem devida comprovação cientifica, principalmente quando a mídia coloca que o clareamento dental é um procedimento simples.

4. Outro erro é pensar que a terapia de clareamento dental é somente um tratamento estético e cosmético, que não oferece nenhum benefício para a saúde, já que o amarelamento dos dentes é fisiológico. Porém, pode-se concluir que o clareamento dental melhora significativamente a autoestima das pessoas, aumentando o bem estar físico e social das pessoas.

É preciso consultar o dentista antes de fazer o clareamento. (Foto: divulgação)

O clareamento dental é um procedimento estético muito eficaz para deixar os dentes mais bonitos e saudáveis. Porém é preciso saber como fazer o clareamento nos dentes corretamente para que não ofereça riscos a saúde dos mesmos. O ideal é consultar o dentista para indicar o produto e maneira correta de usar.

Top