Erros bancários: saiba o que fazer

Uma aposentada brasileira, que reside na cidade de São José dos Campos, se tornou a pessoa mais rica do mundo quando uma quantia de…

Uma aposentada brasileira, que reside na cidade de São José dos Campos, se tornou a pessoa mais rica do mundo quando uma quantia de R$ 150 bilhões foi parar na sua conta bancária. Ao tentar corrigir o engano, o Banco Mercantil acabou retirando mais dinheiro do que devia e deixou a aposentada com R$ 27 milhões negativos. Em suma, de milionária relâmpago ela passou a ter o nome sujo na praça.

O cliente deve ser prudente na hora de denunciar o banco. (Foto:Divulgação)

O erro bancário que vitimou a aposentada aconteceu em grandes proporções, mas este tipo de engano não é algo tão raro como se imagina, considerando números menores. Muitas pessoas são lesadas pelos bancos e acabam sendo vítimas de operações não autorizadas, como é o caso do débito em conta corrente.

Os bancos parecem dispostos a fazer de tudo pelos seus clientes, mas nem sempre isso acontece de verdade. As instituições financeiras estão interessadas em lucrar, por isso acabam omitindo taxas que são descontadas sem consentimento ou prévio aviso.

Os principais erros bancários

1. Débito não autorizado em conta corrente
Quando o cliente abre o seu demonstrativo e encontra um débito desconhecido, ele se sente bem insatisfeito e lesado pelo seu banco. Este erro é bastante comum e gerou 2.921 denúncias em 2011;

Débito não autorizado em conta corrente é o erro mais comum. (Foto:Divulgação)

2. Cobrança de tarifa irregular ou de serviço não contratado
Muitos bancos descontam taxas sem a autorização do cliente ou até mesmo cobram por serviços que não foram solicitados;

3. Esclarecimento incorreto
O banco quer vender os seus serviços, por isso muitas vezes não é claro ao apresentar as tarifas e encargos. Mesmo o contrato abordando estes itens, é importante que existam informações claras e objetivas disponíveis em outro veículo, como a internet;

Continuar Lendo  Declaração simplificada de IR: saiba mais

4. Descumprimento dos prazos
Depois que uma reclamação é feita, nem sempre os bancos cumprem com os prazos para solucionar o problema.

Saiba mais: Esclareça dúvidas sobre sua conta bancária

O que fazer em casos de erros bancários?

Caso o cliente se sinta lesado pelo banco, ele deve entrar em contato com a ouvidoria e aguardar o prazo estipulado para que a questão seja resolvida, que é normalmente de 15 dias.

Se o serviço de atendimento não corrigir o erro bancário, o cliente deve procurar órgãos de defesa do consumidor. Também é válido registrar uma reclamação no BC (Banco Central), que vai determinar um prazo de 10 dias para que o banco responda o cliente lesado.

Ao constatar a falha, o primeiro passo é procurar a ouvidoria do banco. (Foto:Divulgação)

Observações:

– Se houve prejuízo financeiro para o cliente, o banco deve ressarcir o valor. A demora no pagamento implica em juros e correção monetária;

– Antes de pagar uma tarifa irregular, o cliente deve reclamar com o banco. Se o pagamento de uma cobrança foi efetuado por engano, também existe a possibilidade de pedir reembolso;

– Para comprovar os atrasos na resolução dos problemas, o cliente deve guardar protocolos e datas do atendimento.

Veja também: Como economizar nas tarifas bancárias

Top