Erros ao passar protetor solar

Os protetores solares já deixaram a muito tempo de ser exclusividades das peles claras. Nos dias atuais, ficar na praia, piscina ou exposto ao…

Por Editorial MDT em 30/01/2013

Os protetores solares já deixaram a muito tempo de ser exclusividades das peles claras. Nos dias atuais, ficar na praia, piscina ou exposto ao sol sem proteção é um ato de muita irresponsabilidade. Mas para ser eficaz e obter excelentes resultados com o uso de protetor solar é preciso ficar atento com alguns cuidados extras. Saiba mais sobre o assunto e veja os principais erros ao passar protetor solar.

O uso inadequado do protetor solar gera muitos problemas. (Foto: divulgação)

Perigos do uso inadequado do protetor solar

Os fatores de proteção solar (FPS) são estabelecidos de acordo com a proteção que ele proporciona pela aplicação de uma quantia de 2 miligramas a cada centímetro quadrado do corpo. Segundo pesquisas, as maiorias dos consumidores usam menos que a metade dessa dosagem.

Na hora de aplicar o protetor, na maioria das vezes ignoramos o modo correto de usar descrito na embalagem e aí que está o perigo. Com o pouco que costumamos usar, só obteremos uma proteção que varia de um quarto e um terço da ideal.

O uso inadequado do protetor pode gerar problemas como alergias, insolação, queimaduras, envelhecimento precoce da pele e principalmente câncer de pele. É preciso tomar cuidados ao se expor ao sol.

A aplicação do protetor solar deve ser feita de forma uniforme. (Foto: divulgação)

Veja também protetor solar barato para pele oleosa 

Erros ao passar protetor solar

1. Usar o filtro solar somente na praia ou na piscina. O protetor deve ser usado todos os dias, pela manhã, principalmente nas áreas mais expostas como rosto, pescoço, colo e braços.

2. Usar o protetor solar para outro tipo de pele também é um erro muito comum. É preciso ficar atento para o produto que carrega substâncias químicas que atuam na pele protegendo contra o sol. Para as peles secas, o protetor deve ser em creme ou loção, já para as oleosas os mais indicados são em gel e oil-free.

3. Não reaplicar o protetor periodicamente é outro erro. O filtro solar deve ser aplicado novamente após entrar na água ou expor ao sol por mais de duas horas.

4. Outro grande erro é aplicar o protetor solar somente quando está exposto ao sol. O ideal é que ele seja aplicado de 15 a 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele absorva o produto e se obtenha o efeito desejado.

5. Usar somente a maquiagem com filtro solar é um erro muito comum. Segundo especialista, o problema é que maquiagem nem sempre recobre toda a pele e algumas partes podem ficar expostas ao sol.

6. O uso de protetor solar vencido está entre os piores erros. Além de oferecer uma proteção falha e ineficaz, o filtro solar vencido pode gerar o aparecimento de irritações na pele e até reações alérgicas.

7. Outro erro muito comum é praticar esportes sem protetor específico. Os esportistas suam muito durante os treinos e por isso precisam usar bloqueador solar contendo dióxido de titânio e óxido de zinco. Essas substâncias criam uma espécie de barreira física e química na pele.

O protetor solar deve ser aplicado de 15 a 30 minutos antes da exposição ao sol. (Foto: divulgação)

Veja também os mitos e verdade sobre o protetor solar 

O uso de protetor solar é indispensável para manter a pele protegida dos raios solares que prejudicam a saúde da mesma. Porém, ele deve ser usado corretamente para que se obtenha eficácia e bons resultados durante o uso. Ao aplicar o protetor solar siga corretamente as instruções da embalagem e mantenha sua pele protegida.

Top