Epidermólise Bolhosa: o que é, sintomas, tratamento

Epidermólise Bolhosa: o que é, sintomas, tratamento – Depois que a família da coreógrafa Deborah Colk foi vítima de preconceito por conta da epidermólise bolhosa…

Por Élida Santos em 06/05/2015

Epidermólise Bolhosa: o que é, sintomas, tratamento – Depois que a família da coreógrafa Deborah Colk foi vítima de preconceito por conta da epidermólise bolhosa que afeta o netinho de Débora, a doença passou a ser debatida e entendida por mais pessoas. Em 19 de agosto de 2013, uma coreografa foi constrangida juntamente com sua família em um voo da companhia Gol, por conta do problema de pele genético de seu neto.

Epidermólise Bolhosa: o que é, sintomas, tratamento

A tripulação queria um atestado médico de que a doença não era contagiosa. Passageiros ameaçaram descer do avião caso a família fosse obrigada a sair do voo por conta do problema do menino. Débora e seus familiares seguiram viagem somente depois que um médico convenceu o comandante que a doença não era contagiosa. A coreografa prometeu mover um processo contra a companhia, sendo que o dinheiro arrecadado com ação será doado para pesquisas genéticas.

O que é a epidermólise bolhosa?

A epidermólise bolhosa trata-se de uma doença genética rara caracterizada por grande sensibilidade da pele. Esse problema de pele acontece porque existe uma carência de adesão entre as células da epiderme. Quem tem o problema sofre com bolhas que são causadas por qualquer traumatismo, além de descolamento e esfoliações.

Formas de epidermólise bolhosa

A epidermólise bolhosa pode aparecer de várias formas. A mais simples e com menor gravidade é que as bolhas e feridas são restritas as mãos e pés do paciente. A forma juncional, que é bem mais grave, atinge também a boca, o esôfago e o intestino, ou seja, deixando bem complicada a alimentação dessa pessoa.

Já na forma distrófica, que também é grave, a epidermólise bolhosa atinge os dedos do paciente, que têm a tendência de aderir uns aos outros. O melhor tratamento em todos os casos que citamos deve ser a prevenção de machucados.

Luvas e curativos antiaderentes podem ser usados no dia a dia. Mas vale frisar que essa doença não é contagiosa e ninguém precisa se afastar de quem tem o mal.

Como se Prevenir da Epidermólise

Como é uma doença hereditária, na maioria dos casos, não existem medidas que previnem a doença, porém, existem vários fármacos que podem ajudar a prevenção no surgimento das bolhas e prováveis complicações. Deve-se mandar uma alimentação adequada para que se evite uma piroda do quadro clínico. Para a prevenção de infecções ou outras agressões o corpo precisa estar forte.

Qual o Melhor Tratamento para a Epidermólise

Como não há tratamento de cura da doença, o médico, após o diagnóstico, indicará ao paciente cuidados específicos para a prevenção de bolhas e deficiências nutricionais.

Alguns tratamentos reduzem a dor provocada pelas lesões da doença. Drenagens são feitas através de materiais esterilizados e a prevenção de infecção é controlada por pomadas e cremes.

Os ferimentos, decorrentes da doença, deverá estar sempre protegido por curativos. A alimentação deverá conter muita proteína e calorias, para que os pacientes possam se manter saudáveis e fortes. Caso ocorra uma espécie de estreitamento do esôfago provocado pelas bolhas, é controlado através de cirurgias, mas poderá se tornar recorrente, caso ocorra.

Apesar de não haver cura, a Epidermólise Bolhosa deve ser tratada para que não agrave o estado de quem a têm. O paciente poderá ter diversos transtornos decorrentes da doença e o prognóstico poderá não ser favorável ao mesmo. Faça todos os procedimentos indicaos para que a saúde do portador da doença seja estável e não afete sua qualidade de vida.

Top