Entenda como o cigarro prejudica o seu corpo

☰ CONTEÚDOAbsorção da fumaçaO caminho da nicotina no organismoSubstâncias tóxicas do cigarroEfeito sobre a peleDiminuição da qualidade de vida Absorção da fumaça A fumaça…

Cigarro

Absorção da fumaça

A fumaça do cigarro entra pela boca e nariz, atravessa as vias aéreas superiores e atinge a traqueia, para daí chegar aos bronquíolos e alvéolos pulmonares, seu objetivo final.

Os alvéolos são as estruturas finais do sistema respiratório, possuem forma de saco, são extremamente irrigadas por vasos e tem a função de permitir a troca gasosa entre os pulmões e o sangue. A nicotina, presente na fumaça do cigarro, atravessa a parede dos alvéolos e penetra nas arteríolas que o circundam, caindo então na corrente sanguínea. 70 a 90% da nicotina pode ser absorvida, dependendo da intensidade da tragada.

O caminho da nicotina no organismo

Após cair na corrente sanguínea, a nicotina acompanha o sangue que segue para o coração, de onde será bombeado podendo chegar a qualquer parte do corpo.

Esse processo pode parecer demorado, mas na verdade é extremamente rápido. Para que se tenha uma noção do tempo, são necessários apenas seis segundos para que a nicotina da tragada atinja as células do cérebro, os neurônios. A nicotina (que é uma substância da família da acetilcolina, um neurotransmissor natural) se liga a receptores levando à alterações no funcionamento das células nervosas, o que, a longo prazo, leva à dependência do cigarro e a necessidade de uma quantidade cada vez maior para se obter os mesmos efeitos de prazer e bem estar.

Substâncias tóxicas do cigarro

A fumaça do cigarro possui quase cinco mil substancias tóxicas diferentes, sendo que, dessas, cinquenta e cinco são reconhecidamente causadoras de câncer. Destacamos o alcatrão, um composto altamente cancerígeno e que, somado à nicotina, monóxido de carbono e radicais livres inalados durante a tragada, têm gigantesco potencial na formação de neoplasias. A explicação para isso é que essas moléculas inaladas são altamente instáveis e “roubam” cargas elétricas das moléculas que compõem o organismo, desestabilizando-as. A molécula doadora de carga pode ser um componente do código genético, isso pode resultar num crescimento celular desordenado, que é a problema base na formação do câncer.

Continuar Lendo  O Cigarro e os Problemas Respiratórios em Crianças

Efeito sobre a pele

Os indivíduos tabagistas possuem uma diminuição na sua capacidade de cicatrização – por isso os médicos aconselham cessar o tabagismo por um período antes e após cirurgias. O que acontece é que a nicotina reduz o diâmetro dos vasos sanguíneos (vasoconstricção), diminuindo a irrigação tecidual e consequente a concentração de oxigênio tecidual, que seria um fator indispensável para a síntese das células que participam da cicatrização.

A diminuição da irrigação da pele leva à deterioração do colágeno, deixando a pele com um aspecto ressecado e endurecido. Com menos colágeno, as rugas se formam mais facilmente e aparecem de forma mais precoce do que nos indivíduos não tabagistas.

Diminuição da qualidade de vida

As substâncias tóxicas, os radicais livres e a vasoconstricção ainda promovem uma diminuição da atividade do sistema imunológico, responsável por proteger o organismo contra as infecções.

Um estudo indicou que, para um tabagista de 15 cigarros por dia, são perdidos 5 anos da expectativa de vida; um dado altamente alarmante.

Dentre as quase 50 doenças relacionadas ao tabagismo, as mais frequentes são:

  • Câncer de boca, laringe, pulmão, bexiga, estômago, pâncreas e colo do útero;
  • Bronquite crônica;
  • Enfisema pulmonar;
  • Doença coronariana;
  • Doenças cerebrovasculares;
  • Aumento de abortamentos, parto prematuro e baixo peso ao nascer;
  • Aumento do risco de desenvolvimento de infecções respiratórias;
  • Impotência sexual (pela vasoconstricção no pênis);
  • Catarata;
  • Osteoporose.

Esses dados são mais do que suficientes para estimular qualquer indivíduo a parar com o habito de fumar. É importante deixar claro que ser tabagista não significa que o indivíduo desenvolverá câncer, e sim que ele apresentará uma facilidade maior para desenvolver essa doença, se comparado com a população em geral.

O tabagismo leva à impotência sexual

Top