Entenda as mamas: tipos, diferenças e doenças

Estrutura mamária As mamas ou seios, são uma das principais características sexuais secundárias; além de serem objetos de desejo para o sexo masculino, também…

Estrutura mamária

As mamas ou seios, são uma das principais características sexuais secundárias; além de serem objetos de desejo para o sexo masculino, também possuem como principal função, a produção de leite materno. Sua estrutura é composta por três tipos de tecidos: o tecido adiposo (gordura), o tecido conjuntivo (colágeno e elastina) e as glândulas mamárias, essas últimas responsáveis pela produção e transporte do leite até os mamilos.

Alguns pesquisadores e biólogos afirmam que o formato dos seios, possui relação com o formato das nádegas, colaborando com algo muito atrativo para o sexo oposto. Já, outros afirmam que o formato do seio, após evolução da espécie é para dar uma proteção ao filho, na hora da amamentação, ou seja, esse formato impede que o lactente sufoque durante a mamada.

Variância quanto à forma e tamanho

Dizer que as mulheres possuem tamanho e forma diferentes é algo visível. Diferente do que muita gente pensa, o tamanho e a forma das mamas não preverão se a mulher produzirá pouco ou muito leite, para a amamentação. A forma da mama é dependente do suporte, o qual é realizado pelo tecido torácico e os ligamentos de Cooper. Já o tamanho é dependente, basicamente, da estrutura física da mulher e de sua base genética.

Fisiologia da mama

Com o decorrer do crescimento feminino, as mamas possuem características próprias para a idade, visando à futura lactação (produção de leite).

Durante a puberdade, ocorre o início do crescimento mamário que é estimulado pelos hormônios sexuais, continuando sua atuação até que a mulher complete 20 anos. Os principais hormônios envolvidos são: progesterona, prolactina e o hormônio do crescimento. Quando a mulher engravida, também sofre a ação dos hormônios, em especial o estrogênio e a progesterona, ocorre a proliferação glandular. Nessa fase, as mamas da mulher tornam-se mais arredondadas, pelo aumento do tecido adiposo (gordura), assim como há o aparecimento de uma segunda aréola, dentre outras modificações mamárias. É importante lembrar que nessa época, é necessário que ocorra uma preparação especial com as mamas, para que a futura lactação não seja algo ruim para a mulher.

Leia Também:  Câncer de Mama - Curso Gratuito

Em relação à estética

As mamas são vistas como um imenso atrativo sexual, tanto que, hoje, muitas mulheres recorrem à cirurgia plástica para aumentá-las. Porém, é necessário estar atentas a alguns cuidados necessários, antes da realização da tão almejada cirurgia. Por ser uma estrutura delicada e de tão importante significado, é necessário buscar um especialista experiente para poder tirar todas as dúvidas e avaliar qual o tipo de cirurgia em cada caso, antes de qualquer coisa. Como toda cirurgia, essa das mamas também possui riscos, é importante se ter consciência disto.

Doenças relacionadas

Dentre as doenças que podem acometer as mamas, o câncer de mama é a mais importante e preocupante dentre todas. Por isso, a preocupação em realizar o auto-exame e, quando idade específica, a realização da mamografia. Outros tipos são: galactocele, mastite, mastodinia. Assim, qualquer alteração mamária, busque imediatamente um profissional da saúde, para verificar o que está acontecendo, e se realmente trata-se de uma doença.

Top