Empresários afirmam que Flamengo ainda não fez proposta para manter o goleiro Felipe

A assessoria de imprensa do goleiro Felipe, do Flamengo, divulgou nota oficial, nesta terça-feira, informando que o clube carioca ainda não fez proposta para…

Direitos federativos de Felipe pertencem a grupo de empresários e ao Bragantino (Foto/Crédito: Maurício Val/VIPCOMM)

A assessoria de imprensa do goleiro Felipe, do Flamengo, divulgou nota oficial, nesta terça-feira, informando que o clube carioca ainda não fez proposta para manter Felipe no elenco flamenguista.

O comunicado diz que o desejo de Felipe é permanecer defendendo Flamengo, mas, não descarta negociar com outros clubes, em caso do rubro-negro não apresentar uma proposta pelo goleiro.

Confira a nota oficial na íntegra:

A Think Ball & Sports Consulting, empresa que gerencia a carreira do goleiro Luiz Felipe Ventura dos Santos, vem a público esclarecer a situação do atleta à imprensa e à torcida do Clube de Regatas do Flamengo.

Como representantes do atleta, temos a obrigação de informar que até o presente momento nenhuma proposta foi feita para manter Felipe no elenco. É importante esclarecer que estivemos por duas vezes no Rio de Janeiro, ao longo do ano, especialmente para tratar do assunto. Nada foi resolvido, tampouco uma oferta ao jogador foi feita.

Vale ressaltar que, quando da chegada de Felipe ao clube, os valores estipulados para permanência do jogador – previstos em contrato – foram amplamente debatidos, discutidos e, em comum acordo, firmados. A ida da Think Ball ao Rio de Janeiro por duas vezes mostra nossa intenção e, principalmente do atleta, em continuar no time, considerando que o Flamengo apostou na volta do goleiro ao Brasil e em tão pouco tempo sua torcida o elevou a condição de ídolo.

Diante do ocorrido, se o clube cumprir aquilo que reza o contrato, Felipe permanecerá na Gávea com contrato longo, conforme as tratativas discutidas no decorrer do ano de 2011. Esse é o desejo e ainda prioridade do jogador. Do contrário, passaremos a conversar com outros clubes, o que até então era rejeitado pela empresa.

 

 

 

 

 

Top